http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Crítica de "Despertada"

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

O blog As Leituras do Corvo publicou no seu site o que acharam do novo livro da nossa saga. Aqui fica:






 
Dando continuidade à mudança de rumo iniciada no livro anterior, um dos pontos mais interessantes deste livro é a forma como o foco deixou de estar apenas na protagonista, sendo possível acompanhar a evolução de várias personagens pelos seus próprios pontos de vista. Aliás, ao desenvolver alguns dos capítulos do ponto de vista de Kalona e Neferet, as autoras constroem uma visão mais clara dos dois lados da batalha - e do que falha em ambos os lados. São mais evidentes as divergências - e aqui a interacção entre Kalona e Neferet, associada às questões do fracasso e da submissão é particularmente interessante - e as decisões menos unânimes, o que resulta numa perspectiva mais ampla dos acontecimentos.

Também há menos situações forçadas a nível de relações amorosas, ainda que continuem a surgir ocasionalmente. Talvez devido à tensão crescente que vai surgindo com o agravar das circunstâncias, ou talvez ao elemento de perda que surge em força neste livro, não é no lado romântico que estão os melhores momentos, mas no afecto mais simples de quem ama e perdeu, ou de quem julga ter perdido para encontrar uma resposta inesperada.

Em termos do desenvolvimento global, continuam a ficar muitas perguntas sem resposta e a resolução da situação na Casa da Noite acaba por recordar acontecimentos de volumes anteriores. Fica, apesar disso, uma boa medida de curiosidade em saber o que virá depois, principalmente devido à inclusão de alguns novos elementos interessantes, e às mudanças operadas sobre algumas personagens.

Escrito de forma simples (como vem sendo habitual nesta série), mas com uma história envolvente e alguns momentos particularmente bem conseguidos (principalmente nas situações mais comoventes e nos rasgos de humor que vão surgindo), Despertada dá continuidade a uma história que, apesar de alguns elementos mais forçados, tem, ainda assim, bastante de interessante. Gostei.



E então, concordam?

Benditos sejam!