http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

"Alma Destroçada", por Ângela Ribeiro

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Hoje trago-vos mais um poema sobre Seduzida, desta vez na visão de Stark.

    Alma destroçada, por Ângela Ribeiro
                    
A dirigir-me para o quarto ia
Quando de repente senti
Minha senhora estava em perigo
Com os nossos amigos corri para a salvar,

À parte de um labirinto fui dar
Minha senhora vi a correr
Em direcção de Kalona e seu consorte ia
As mãos dela vi levantar
E o espírito chamar
Mas foi tarde de mais
Kalona já o tinha morto
O consorte de senhora minha,

Destroçada a alma dela ficou
Foi o que senti
Depois percebi, 
Ela já não estava ali
Era só um corpo nos meus braços
Mais nada restava 
Era um corpo vazio
Sem alma
Que jazia nos meus braços
Oh, senhora minha não te consegui salvar!
Era só o que eu conseguia pensar.

Enviem também os vossos trabalhos sobre a saga para o email jwalter2412@gmail.com.
Benditos sejam!

Sem comentários: