http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Fanfic: Forgiven - 38º capitulo [Penúltimo]

- Zoey, estou preocupada contigo. Sabes, apenas a Neferet bem… digamos que não aguentou a vampirismo, mas o Chronos, apenas lhe fiz uma lavagenzinha mas acho que de qualquer maneira ele se vai lembrar. Mas voltando a ti – Nyx continuou, encarando-me preocupada – Tens de acordar Zoeybird! Não podes continuar desmaiada por muito tempo!
- Mas eu não tenho vontade! Sinto-me tão leve e feliz aqui! – rodopiei. Parecia que estava sob efeito de drogas quaisquer, mas apenas estava feliz, não sei a razão, mas estava. Talvez porque aquele lugar era mágico, maravilhoso, inacreditável. Todas as folhas, mesmo as pequeninas da relva eram verde vivo, os troncos grossos e rugosos perfeitos das árvores, uma queda de água, que caía num lago limpo e cristalino, onde eu estava, a brincar que nem criança, atravessando várias vezes a queda de água para sentir a pressão da água a bater no meu corpo. Não tinha dores nenhumas, e mesmo com saudades da minha avó, do Heath e de todos, não me importava, porque para mim aquilo era uma substância ilegal: pura alegria sem razão aparente
- Mas Zoey! Tens de voltar! Chronos pode regressar e terás de o fazer ver as coisas! Terás de o enfrentar!
- Tem mesmo de ser? – comecei a considerar a hipótese, e uma dor na perna apareceu-me. Fiz má cara e Nyx esclareceu-me
- Foi do relâmpago, lembras-te? Foste levemente atingida, mas isso em uma hora estará sarado e sem dor! Os teus precisam de ti! Eu preciso de ti!
- Está bem… - murmurei como uma pessoa demasiado nova que é obrigada a fazer algo que não quer. Segui Nyx e antes de partir deu-me um beijo na testa, sobre a meia lua azul preenchida e alargada com tatuagens
Adormeci. Sem sonhos, ainda pior, sentia um vazio no peito. Ai, que sacrifício abrir os olhos! Porque é que tinha de voltar? Ai… Os meus tornozelos e uma zona acima, até meio da perna arderam. Abri logo os olhos com a dor. Levantei-me mas duas mãos fortes e com o cheiro característico de quinta de alfazema deitaram-me de novo
- Zoeybird, fica sossegada!
- Avó! – foquei a vista e olhei para ela, que me deu um beijo na testa. A minha mãe e o meu padrasto também estavam ali.
- Zoey! Fiquei preocupada! – disse a minha mãe chegando-se a mim e dando-me também um beijo. Jonh apenas acenos e deu um fraco sorriso. Sorri de volta.
- Que estão aqui a fazer?
- É dia da visita dos pais, achámos que gostarias de nos ver!
- E gosto! – a minha relação com a minha família tinha melhorado bastante: não repararam que eu até sorri para Jonh?
- Então e novidades?
- Novidades? Tu andas apagada! Passaste o dia todo a dormir!
- Pois, é capaz! Bem, por isso eu vou-me vestir e já desço!
- Tem cuidado ao te vestires! – advertiu-me a minha mãe. Cuidado com o quê? Levantei-me da cama, mas caí logo no chão se me aguentar na perna, que agora me doía.
- Ah, pois… Cuidado com isto… - estava com uma cara que se traduz de emburrada. De braços estendidos no chão e a olhar no olhos a minha gata, que se dirigiu a mim e me lambeu o nariz. A minha cara ficou mais emburrada que antes. Óptimo, agora tenho baba de Nala no nariz!
Sentei-me no chão com cuidado e passei levemente a mão pela ligadura que enrolava a perna até ao joelho. A outra estava igual, mas não doía. Talvez tenha sido só um tendão deslocado ou uma queimadura superficial… Levantei-me e (o que me valeu é que estava sozinha…) fiz uma figura ao ir ao pé coxinho para a casa de banho. Despi-me e coloquei algo à volta das ligaduras, pois na minha mesinha de cabeceira estava um papel a dizer para não as tirar e que na casa de banho estava uma cena qualquer para pôr por cima. Tomei um duche rápido e saí enrolada na toalha
- Wow! Pronto, eu sei devia ter batido! – Heath sorriu de lado
Corei na hora.
- Espera aqui, eu vou só pegar na roupa e vou ali vestir-me – peguei num conjunto interior, numas leggings pretas e numa blusa comprida de lã azul e fui até à casa de banho
- Tentação… - ouvi Heath sussurrar. Fiquei mais corada (mais que o máximo? Sim!)
Em cinco minutos estava já vestida, de cabelo penteados e com uma leve maquilhagem. Saí descalça, sentindo o frio do chão nos pés que ficavam cada vez mais sem cor. A coxear um pouco peguei numas meias e calcei-as, pondo nos pés, depois, umas botas.
- Então… Que fazes aqui?
- A tua avó disse-me que já tinhas acordado, eu não consegui esperar! – Heath abraçou-me
- Heath… Preciso… de… respirar… - tentei dizer, com a voz já a sufocar
- Desculpa! Desculpa!
- Tudo bem… Diz-me só: onde é que eu estava?
- Deitada na neve… Estavas lá desmaiada, eu ia a passar e vi-te. Pensei que tinhas morrido… Deu-me uma dor tão forte… Estavas gelada, trouxe-te logo para dentro e a Shaunee aqueceu-me, sabes como é, certo? Depois é que reparámos nas tuas pernas, levemente queimada, a esquerda e a direita negra na zona do tornozelo, deves ter feito uma rotura no pé pó caraças, Zo!
- Hum… Quando posso tirar isto?
- Três dias, sabes que quando te levamos para te tratarem disso já estava bem melhor, por isso a tua cicatrização está muito rápida.
- Que bom! – sorri – Heath… Ham – eu estava embaraçada pela minha ignorância – Que dia é hoje?
- Terça. Ontem não houve aulas, sabes, dar a conhecer novas regras e cenas dessas… Não apareceste, por isso pensei que tivesses ido fora da escola, como estiveste com a Stevie Rae antes…
- Pois… Claro… Obrigada.
- Por nada – sorriu
- Vamos descer?
- Não sem antes me compensares pelo susto! – Heath dirigiu-se a mim e beijou-me. Ficámos ali um tempão, até termos que parar para respirar. Deu-me um selinho e puxou a minha mão para fora do quarto

1 comentário:

Anónimo disse...

Não gostei mt porque eu qero q a zoey no fim fique com o erik... Para alem de q o heath agr morreu em seduzida. Mas nao deishas de ter uma grande capacidade de criatividade. Parabéns.