http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Crítica: "Queimada"

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Hoje deixo-vos com uma crítica do livro Queimada da autoria do Blog As Leituras do Corvo.

Há uma evolução interessante neste livro, comparativamente aos anteriores. A ausência de Zoey durante grande parte da narrativa permite um maior desenvolvimento de personagens que, apesar da sua importância ao longo de toda a série, tinham ficado até agora na sombra da protagonista. Há, em particular, um grande destaque dado à situação de Stevie Rae, dividida entre uma ligação que todos os que a rodeiam tomarão como inaceitável, a necessidade de impor nos iniciados vermelhos uma certa medida de ordem e a sua intervenção no plano de salvamento de Zoey. E, ainda em relação com esta situação, há toda uma questão de instabilidade emocional na relação de Refaim e Stevie Rae, relação em que são particularmente cativantes os aspectos que os separam em contraste com a Impressão que os une.
Também o desenvolvimento dos diferentes poderes em choque adquire uma maior complexidade ao longo deste volume. A introdução da ilha de Sgiach, bem como a presença física da Luz e da Escuridão e a forma como estas influenciam os acontecimentos dão um tom algo mais sério, mas também mais intrigante, a uma história que, pouco a pouco, parece começar a encaminhar-se para algo de final e de inevitável.
A escrita mantém o tom simples (ainda que, por vezes, demasiado juvenil) dos volumes anteriores, mas o facto de a história já não ser totalmente contada do ponto de vista de Zoey torna a leitura mais envolvente e intrigante, já que os diferentes pontos de vista contribuem também para um conhecimento mais próximo das personagens, principalmente numa fase em que a questão romântica parece ter passado para segundo plano.
Com muitas novas explicações e umas quantas perguntas em aberto quanto ao que virá depois, fica, no fim desta leitura, a vontade de saber mais. Fica também a impressão geral de um livro cativante, de leitura agradável e que, com muitas surpresas e alguns momentos emotivos, representa nesta série uma interessante mudança. Gostei.


Benditos sejam!

2 comentários:

ines disse...

é uma bela crítica sim senhora! :D eu também acho isso tudo que foi dito xD mal posso esperar por Awakened. Sortudos dos Americanos que já vão poder ler Destined este ano... :P

IceQueen disse...

Agora fiquei com vontade de o ler (pois, ainda não o tenho ^^')! Parece ser bastante interessante...