http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Extras de Loren Blake

Olá gente. Graças a algumas pessoas queridamente prestáveis concegui encontrar a continuação da nossa hiatória Zoey-Loren. Espero que vos sacie até sábado :) Parte 2 Tentei chegar à Casa da Noite a tempo de ver o círculo que Zoey iria formar, estava muito curioso para ver como seria um círculo formado por uma pessoa que controla os elementos. Cheguei do aeroporto mesmo a tempo da apresentação. Mesmo antes de ir para o meu quarto fui procuar a Zoey. Fiquei num canto escuro a observar. Ela estava resplandecente, num vestido preto com pontos brilhantes, mas não era só o vestido que a fazia brilhar, o seu rosto estava absorto em algo com um sorriso encantador nos lábios e com uma aura de alta sacerdotisa. Era óbvio o quanto ela era importante para a Deusa só de olhar. O quanto ela estava no lugar certo. Liderando um ritual de Nyx. A prestar atenção ao que ocorria em redor é que fui perceber o que realmente estava a acontecer. Os seus amigos, que a ajudavam quando formava o círculo, tinham ganhado dons da Deusa. Nunca tantos calouros tinham sido agraciados por Nyx ao mesmo tempo ou numa mesma Casa da Noite. Erik estava lá ao seu lado. Deusa, estava ciumento. Neferet passou por mim e olhou-me de forma significativa. Bom eu só estava a fazer o que ela me pediu. A tentar prender a Zoey com os meus encantos. Esta era uma ótima desculpa. O problema é que Neferet podia ler a minha mente quando quisesse. E eu não estava propriamente a esconder muito bem o meu interesse por ela. Neferet conversou com os alunos e mentiu descaradamente. Porque é que estava a fazer aquilo? Não era uma coisa que Nyx aprovasse. - É hora de agires. Vai lá e ofereçe-te para recitar alguns versos no ritual. Lembra-te que eu estou de olho em ti. – disse Neferet e saiu. Fui com autorização da “patroa”, ir para mais perto da minha “Airosa Pítia”. - Pensei em oferecer-me de voluntário para ti - Ela saltou de susto, o que me fez rir. - Pensei que soubesses que estava aqui - disse - Não. Eu estava um bocado distraída – disse ela atrapalhadamente. Os seus olhos brilharam de forma distinta. - Stress, aposto. – disse e toquei o seu braço - Bem estou aqui para ajudar-te com esse stress. O brilho dos seus olhos aumentou e apareceu um sorriso no canto dos lábios, não consegui decifrar o que isso queria dizer. - A sério? E como é que vai fazer isso? - disse ela. - Farei para ti o que faço para Neferet - disse Queria levá-la para a minha cama, passar a mão pelo seu corpo todo, sugar o seu sangue e deixar que ela sugue o meu. Fazer amor a noite toda. Bom, isso é o que faço pela Neferet, mas não era o que eu ia fazer para ela agora – Todas as Grandes Sacerdotisas têm um poeta que recita versos antigos para invocar a presença da Deusa enquanto ela entra nos seus rituais. Hoje estou-me a oferecer para recitar para uma Grande Sacerdotisa em treinamento muito especial. E para além disso, acho que há alguns mal entendidos que precisam ser esclarecidos. Ela ficou a olhar para mim quando eu fiz o mesmo comprimento que faço a Neferet, com um visível ponto de interrogação no rosto. - Mas preciso da tua permissão. Não gostaria de me intrometer no teu ritual – disse. - Ah, não! O que eu quis dizer é que não, claro que não te estás a intrometer e, sim, eu aceito a tua oferta. Graciosamente. Excelente. - Assim que estiveres pronta, basta dizeres e eu começarei a tua introdução. Importas-se se eu der uma palavrinha ao teu assistente sobre a ligeira mudança de planos? – perguntei. - Não - Disse ela com a voz rouca. Ela era muito sensual. Jesuuus... Ouvi-a dizer um” Preparem-se!” que me arrepiou toda a coluna. Mesmo sendo baixo, só para o pessoal do círculo era de uma autoridade e beleza... Fiquei próximo dela a sentir o cheiro de Jasmim que exalava dela. - Zoey, estou pronto quando estiveres. – avisei. Ela respirou fundo e disse: - Estou pronta. - Lembra-te, confia nos teus instintos. Nyx fala através do coração das suas Sacerdotisas. Caminhei até ao centro para me dirigir aos alunos. - É uma noite de alegria! Mas devem saber que a alegria desta noite não se encontra apenas nos dons que Nyx permitiu que se manifestassem aqui com tanta clareza. Parte da alegria desta noite nasceu duas noites atrás, quando a sua nova líder estava a decidir o futuro que ela desejava para as Filhas e Filhos das Trevas. Dei uma olhadela a Zoey e ela pareceu surpreendida. Bem, na verdade só estou a falar disto em público por que Neferet não está aqui. Não gostaria de ter Neferet a suspeitar que eu possa não estar do seu lado. - Em homenagem a Zoey Redbird e à sua nova visão para as Filhas das Trevas, tenho a honra de abrir o seu primeiro ritual como Monitor Sénior e Grande Sacerdotisa em treinamento com um poema clássico sobre o nascimento da alegria, que foi escrito pelo vampiro poeta William Blake. O som escolhido foi encantador e Zoey modificou-se e transformou-se numa mulher poderosa assim que a música instrumental começou. Ela cresceu, amadureceu e de forma nenhuma parecia mais uma rapariguinha inexperiente. O ritmo que o seu corpo adquiriu assim que a música começou fez com que o momento ficasse mágico. Quase me esqueçi que tinha de recitar o poema. A música também me influenciou e quando comecei a recitar o poema tinha incorporado a mesma mágica que a dança de Zoey. Eu não tenho nome, Tenho apenas dois dias de idade. Como devo a ti chamar? Feliz eu sou, Alegria é meu nome. Doce alegria sobre ti recaí Linda Alegria! Doce alegria de apenas dois dias de idade, Doce alegria, a ti eu chamo; E tu sorris... Eu canto para passar o tempo... Doce alegria sobre ti recaia! Zoey incorporou a alegria que acabou de nascer. Como o poema o seu sorriso aqueceu meu o coração. Quando o ritual acabou, eu não tinha mais duvidas. Estava completamente apaixonado por ela. Apaixonado pela primeira vez na minha vida. Assim que o círculo foi fechado fui para o meu loft, dormir. Para estar aqui a tempo, tive que correr e não tinha conseguido dormir satisfatóriamente. Foi só no outro dia que Neferet me contou o que tinha acontecido com a melhor amiga de Zoey. A sua amiga não tinha passado pela mudança. Sentme mal por não ter estado com ela naquele momento. - Não te preocupes, ela não estava sozinha, o Erik Night estava com ela todo o tempo. – disse Neferet como se tivesse lido os meus pensamentos. - E como é que estão as coisas? – perguntei Nyx deu um poder espetacular àquela rapariga. Eu sinto o poder dela na sua voz de comando. É forte, com a entonação certa e poder. Só me pergunto porque é que Nyx achou necessário dar tanto poder a uma simples adolescente. O que será que está para vir? – Neferet falava mais com ela própria do que comigo. - Porque é que dizes isso? – perguntei. - Bom ela conseguiu salvar seu exnamorado. - Oquê?! - disse - Bom a história é longa e vais ter de saber mesmo porque vou precisar que estejas do meu lado. Confio em ti porque despresas tanto os humanos como eu. Senta-te ai para eu te contar. Depois de aproximadamente meia hora de falatório eu fiquei a saber a história toda que envolvia a existência dos mortos-vivos. - Que voz é essa que dizes escutar? Como é que sabes que essa voz é do bem e não do mal? - Eu tenho certeza que é do bem, porque fala com carinho e faz-me sentir bem, além do mais, cada vez que faço alguma coisa que ele pede, os meus poderes aumentam. Já estou a conseguir transformar-me nalguns bichos como pássaros e gatos. Com um pouco de dificuldade, mas está a ficar cada vez mais fácil. - E o que é que Nyx diz sobre isso? - Eu não tenho tido muito tempo para falar com ela, mas continuo com os meus poderes e os círculos que eu faço estão sempre cheios com o poder dela, por isso tenho certeza que ela está do meu lado. - Tu és a Sacerdotisa dela, e se dizes que está tudo bem eu vou acreditar em ti e ficar do teu lado. Mais uma pergunta. Como é que a Zoey conseguiu encontrar o tal ex? - Parece que ela o Impressionou, mais um ponto para ela. Uma caloira conseguir ter uma impressão com um humano com esta força, tão rápido, é porque a mudança nela é bem forte. Ela é praticamente uma vampira. É o que a marca pintada na testa dela significa. - Achas que eu deveria falar com ela? – por favor, diz que sim, por favor. - Não. É melhor tu desapareceres por um tempo, o detetive responsável pelo rapto daqueles meninos está à tua procura. Parece que tu estavas perto do local dum dos raptos. - Deve ter sido naquele dia quando a polícia me mandou parar. Gostaram? Espero que sim. Bem, sábado de certesinha que há mais. Que Nyx vos acompanhe :)

Sem comentários: