http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Poema "Anjos", por Paula Perleques

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Hoje trago-vos um poema da nossa querida Paula Perleques a quem a equipa do blog agradece incessantemente a sua dedicação e cooperação connosco! :)

Desta vez o poema intitula-se "Anjos".


Anjos, por Paula Perleques


Voando andava eu
Algures paradisíaco,
Meu ser sabia
Para além daquela neblina
Impossível seria
Recuar ao meu tempo.

Anjos surgiam por todo o lado
Uns de asas brancas
Outros de asas negras.
Deparei-me com umas asas
Negras e enormes eram,
Ao virar-se, um Deus Grego era
Em seus braços me tomou.

Sussurrou em meu ouvido
Sensual era sua voz,
Malvadez nela existia
Diabólico ele era.

Forças do meu interior tirei
Com elas o empurrei,
Afastei-me correndo.
Neblina tinha-se dissipado
Ao meu tempo impossível
De regressar seria.

Penas brancas
Diante de mim caiam,
Virei-me e eis
Um anjo de asas brancas era.

Esticando sua mão
E nela peguei,
Em seus braços me tomou
E dali me tirou.

Com seus braços me abraçou
Suas asas se abriram,
Voo levantou
Com delicadeza me levou.

Neblina surgiu
Através dela
Não podia passar,
Em meu rosto um beijo deu.

Suas asas em meu corpo passaram
Nelas segurei
Em tentação caí,
Em meus braços o tomei
Em Vampiro o transformei.


Espero que tenham gostado e que comentem! :)

Já sabem podem mandar os vossos poemas para o email jwalter2412@gmail.com.
Contamos com a vossa participação!

Benditos sejam!

Sem comentários: