http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Fanfic: Forgiven - Capitulo 3, Parte 2

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Peço imensa desculpa pela falha no lançamento da fanfic Forgiven este Sábado, mas ando numa semana complicada e não consegui mesmo postar. Lamento muito, mas a partir de Quarta-Feita estou mais livre, e isto não acontecerá. Peço mesmo muita desculpa.

Capitulo 3, Parte 2

- Loren? Quer dizer, professor Blake?
- Já não sou professor. Morri. – os olhos de Erin pareciam formar lágrimas
- Pois, quer dizer, não é coisa que não se note – soltou Shaunee, sem se aperceber. Loren olhou-a com ar ameaçador e as Gémeas desviaram os olhares
- Hum, gente, parem! Entrem lá e fechem a porta! – disse-lhes. – O Loren veio pedir-me ajuda para o curar. Mas não o consigo fazer sozinha. Preciso de vocês. Mas num sítio onde a Neferet não veja.
- Não há problema. Digo-lhe que vá ter com os outros, porque estão numa briga e venho cá. Vocês curam-me e eu desapareço da tua vida, Zoey. – fitou-me, e voltei a ver tristeza em dizer esta última parte. Eu também não o queria ver desaparecer.
- Amanhã ao pé do alçapão, por volta das duas? - fitei o meu grupo – Eles não podem estar ao sol senão dissolvem-se. – expliquei
- Ah, okay… Acho… Acho que está… bom… - vi Damien apavorado, tal como Jack
- Vou chamar a Stevie Rae. Ela vem ajudar. – encarei Loren – Agora tens de ir antes que alguém te veja
- Teus desejos são ordens, be…
- JÁ TE DISSE PARA NÃO ME CHAMARES BEBÉ! – gritei-lhe. Gritei-lhe mesmo. Senti poder e fúria a sair-me do corpo. Tanto poder e tanta fúria que todos naquela sala se estremeceram.
- Okay, Zoey, eu vou-me embora.
E saiu porta fora, com um rapidez sobre humana, sem deixar rasto de que ali passara, e nem as miúdas que estavam a ver televisão repararam.
- Zoey, tu… - disse Jack – os teus olhos… Estão negros… - pareciam assustados.
- Erin passa-me um dos teus espelhos por favor – não se afastou, até porque eu estava apavorada. Agora os meus olhos mudam de cor?
Vi o meu reflexo. Estava igual à estranha conhecida de sempre, mas os olhos… estavam mesmo negros. Via Nyx a brilhar neles a dizer que procedera bem ao aceitar curar Loren. Ela também me disse que seria preciso sangue de um Iniciado, para o poder fazer vivo outra vez
- Tenho de… deitar-me – disse sem saber do que falava. Pestanejei e os meus olhos voltaram ao seu esverdeado, mas Erik interrompeu-me:
- Zoey, primeiro, come qualquer coisa. Estás fraca, e pálida.
- Mesmo muito pálida – concordou Shaunee
Senti uma dor de cabeça terrível, daquelas que apanham as têmporas e parece que nos vai explodir o cérebro. Assenti. Realmente estava fraquinha. Peguei na taça de batatas fritas e fui, devagar até ao sofá onde me deixei cair pesadamente. Se não tivesse a dor de cabeça horrível dizia que era um pesadelo.
Precisava mesmo de dormir, mas o meu corpo estava como que paralisado. Por mais que quisesse mexer alguma coisa apenas as palavras me saiam da boca, sem pestanejar nem nada.
- Acham que fiz bem? – perguntei sempre a fitar a porta vazia
- Acho que… fizeste o correcto… - disse Jack
- Vamos conseguir? – voltei a perguntar, estas eram apenas as mais simples perguntas que iam na minha cabeça. Por exemplo um das complicadas era: “Será que ele veio a mando da Neferet?” ou então: “Porque é que ela o ressuscitou?”, ou ainda: “Porque é que ele ainda me faz sentir uma comichão debaixo da pele?” ou então…
Como se me lesse os pensamentos, Erik disse: Ainda não o esqueceste por completo pois não? Nem ao Heath, certo? – pois, eu esqueci-me: os vampyros são intuitivos, e sabem sempre de mais
- Não. – baixei o olhar – Não te vou mentir. Ainda gosto dele… deles – murmurei. Olhei-o nos olhos e vi mágoa neles. Estava triste, mas contente por não lhe estar a mentir. – Mas… só quero esquecer isto por agora. Podemos… Podemos… ver um filme qualquer?
Erik corou: Hum… Guerra das Estrelas?
- Nem tinha pensado noutra coisa… - gozei, e todos nos rimos
E começámos a ver uma mini maratona de Guerra das Estrelas. De vez em quando Erik deixava-se levar e dizia falas e falas, todas de cor, completamente certinhas… Tinha escolhido um menos de meio (apesar de ele me ter dito que era só meio) namorado mesmo cromo, mas gostava dele à mesma.
Quando estava quase a dormir em pé (vá, sentada no sofá) despedi-me dos meus amigos e dei um beijinho na cara ao Erik, que fez um sorriso triste – ainda estava ralado por eu não ter esquecido Loren e Heath completamente. Então sussurrei-lhe: Não fiques assim. Erik, eu ainda posso gostar deles, mas também gosto de ti, e muito! Acho que gosto de ti mais do que do Loren ou do Heath. Agora promete que não ficas a remoer este assunto.
- Está bem. – deu-me um beijinho na cara também – Dorme bem, Z – e sorriu, mais animado, e eu fui para o meu quarto. Tinha tido um dia daqueles mesmo complicados…


Que Nyx vos abençoe!

Sem comentários: