http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Crítica no Odisseias Fantásticas

"A Saída de Emergência brinda-nos mais uma vez com uma escolha literária muito boa. Marcada é o primeiro livro da série romances da Casa da Noite. É o primeiro livro destas autoras a ser publicado em Portugal e diga-se já que não me parece que vá ser o único, porque acredito que irá vingar e teremos a colecção toda à nossa disposição.

Marcada passa-se num mundo em que as pessoas convivem com vampyros. Pessoas normais são marcadas com o símbolo da deusa Nix e entram então para a Casa da Noite onde serão iniciadas até se transformarem em vampyros, ou morrerem caso o corpo não consiga suportar a transição.

Este livro centra-se em Zoey Redbird, uma rapariga de 16 anos que tem uma vida perfeitamente normal até ser marcada. Ainda por cima a marca dela é especial, o que a deixa ainda mais assustada. Recebendo esta marca como uma bênção, Zoey parte para a Casa da Noite pois nunca encaixou no mundo em que viva. O único problema é que também não vai ser aceite muito bem por parte dos vampyros pois a sua marca revela que tem mais poderes do que qualquer outro iniciado alguma vez teve. Apesar de tudo, acaba por descobrir a verdadeira amizade, mas também o reverso da moeda. E tem por isso que acreditar mais em si própria.

Ao longo de todo o livro encontramos personagens que nos transmitem uma sensação de bem-estar fantástica, como a Avó, ou que nos dão vontade de esganar, como Kayla.

A história está contada na primeira pessoa, e por isso ficamos a saber de tudo pelo olhar de Zoey, o que nos leva a conhecê-la bem e a fazer-nos sentir parte da história. A ideia que deu origem ao livro é de certa forma original e bem pensada. Além disso o livro está recheado de humor devido aos vários ditos espirituosos que miúdas de 16 anos têm.

A única coisa que não me agradou muito foi a maneira como o livro está escrito. A linguagem e a maneira de escrever são bastante básicas. O que nos leva a sentir que falta ali qualquer coisa ou que a história poderia estar mais concisa. Senti que a maneira de escrever era mais adequada para um público mais juvenil. O facto de a história também se basear muito em diálogos rouba um pouco de espaço à descrição que poderia servir para enriquecer o livro.

Em relação à tradução e revisão está bastante boa. Para não variar a capa está bastante apelativa. Sem sombra de dúvida, mais um excelente trabalho por parte desta editora.

Não posso dizer que seja algo excepcional, mas sem sombra de dúvidas que é um livro bom para nos divertirmos e passar um bom bocado."

Joana Cardoso

Fonte

Sem comentários: