http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Poema "Pesadelo", por Paula Perleques

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Hoje deixo-vos com mais um poema da nossa querida fã, Paula Perleques. Espero que gostem...

Pesadelo, por Paula Perleques



Nas profundezas do mar estou
Nadando em águas tão límpidas,
Observando e admirando
Os corais tão belos que são.


Uma força estranha sinto
Para a superfície me puxou,
Nada havia
Apenas escuridão da noite.


“A-ya, bela A-ya”
Uma voz sussurrante ouço,
Um vento surgiu e as águas fez se moverem,
Para terra com custo fui.


Em redor olho e nada vejo,
Apenas escuridão da noite.
No meio da escuridão asas surgiram
E aquela força estranha, entre elas me prendia.


“A-ya, minha A-ya”
Aquela voz sussurrante
Quanto mais sensual se tornava,
Meu corpo mais preso ficava.

Aos cinco elementos ajuda pedi
Com o fogo, de mim o consegui afastar,
“Sai daqui
Anjo Maldito.”


Meus olhos abri
Apenas um pesadelo foi,
Nos túneis de Tulsa
Junto de meus amigos estou.


Enviem também os vossos poemas e textos para o email jwalter2412@gmail.com.
 
Benditos sejam!

Sem comentários: