http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

Fanfic: Forgiven - 16º capitulo

Zoey Redbird
Acordei com o despertador. Oh não. “As aulas começam amanhã” Pensei. Como é que alguém tinha paciência para ir para as aulas a 2 de Janeiro? Pois… Ideias da tresloucada da Neferet, pensei… ‘Por pensar nisso tenho de ir falar com ela… Mais tarde…’
Olhei para a outra cama e vi a rapariga, estava a dormir. Depois tomei um duche rápido – logo depois a uma hora de preguiça a coçar a cabecinha de Nala - , e vesti uns jeans com um top branco que aproveitara para comprar nos meus anos. Um camisola escura com de cote em V com a insígnia da escola e calcei unas botas, não as natalícias que as gémeas me deram, mas outras que a minha mãe me chegara a mandar, depois da nossa conversa ao telemóvel. Pus-me em frente do espelho da casa de banho a esbater o meu habitual risco preto, e coloquei o fio com o boneco de neve que Erik me dera. Acho que era importante para mim usá-lo depois do dia/noite de ontem – contive algumas lágrimas
Dirigi-me à secretária da outra rapariga, à procura do seu horário, o qual deveria ter o seu nome.
SAMANTHA JONES, PRINCIPIANTE TERCEIRANISTA

1ª aula – Introdução à Sociologia de Vampiros. Sala 215. Prof. Neferet
2ª aula – Introdução ao Teatro. Centro de Artes Performativas. Prof. Erik Night
Ou
Introdução Música. Sala 314. Prof. Vento
Ou
Introdução ao Desenho. Sala 312. Prof. Doner
3ª – Introdução à literatura. Sala 214. Prof. Pentesileia
4ª – Dança. Pavilhão Desportivo. Prof. Joanne
INTERVALO PARA ALMOÇO
5ª – Francês. Sala 218. Prof. Sebastian
6ª – Introdução aos estudos equestres. Casa de campo. Prof. Lenóbia


“Hum… não a quero acordar, deve estar exausta, mas também não a quero deixar sozinha e desorientada por aqui…” pensei. Decidi deixar-lhe um bilhete na sua mesa de cabeceira, por cima do seu telemóvel
“Olá, eu sou a Zoey, a tua companheira de quarto. Não te quis acordar porque sei como é exaustivo ser Marcada, de qualquer maneira, presumo que não conheças ninguém por aqui, por isso eu e os meus amigos estaremos à tua espera na sala do dormitório. Até lá!
Zoey Redbird”
Foi o recado que lhe deixei. Quando ia a sair ouço-a levantar-se.
- Olá – disse-lhe
- Hum… olá… – ela bocejou e espreguiçou-se ensonada - tu és?
- A tua companheira de quarto, Zoey Redbird
- Espera… Acho que já ouvi falar de ti… És… - interrompi-a
- A Iniciada esquisita, com Marcas únicas e estranhas e com afinidade com os cinco elementos, e que mesmo assim tem uma treta de vida? Pois, essa sou eu… - reparei nos seus cabelos longos e com ondas que pareciam teimar em não ser caracóis, nem se tornarem lisas.
- Desculpa… - Samantha corou
- Não tem problema! – Sentei-me na minha cama
- A sério, desculpa, é que foi…
- Samantha, deixa estar, não tem problema nenhum, a sério! – Agora reconhecia a rapariga, ela andava na minha escola
- Hum… bem… se tu o dizes… não contrario – ela levantou-se e foi até ao armário dela
- Hey, eu sou inofensiva; mais ou menos – acrescentei a pensar que já tinha fulminado gente, atirado Neferet ao chão e magoado dois rapazes (e talvez sido a razão da morte de um homem) de quem gostava (gosto) mesmo muito quando… bem… quando tive a minha fase de galdéria. Por isso, inofensiva eu não era propriamente, ah e não nos esqueçamos que fiz com que dois humanos fossem contra um camião e morressem…
- É bom saber – ela pegou em dois cabides – Qual deles? – perguntou-me pondo dois tops giríssimos à sua frente
- Hum… O vermelho e veste este casaco – levantei-me, tirei-lhe o top verde da mão e pu-lo pendurado no seu armário, depois tirei um casaco igual a um que eu também tinha e que adorava
- Não tinha pensado nisso… – abraçou-me e eu retribuí o abraço – então, se não te importares, enquanto eu tomo duche, podes contar-me um pouco da tua história, quer dizer, se não te custar, é que as tuas Marcas põe-me curiosa, e eu andava na mesma escola que tu, e bem…
- Okay – disse para a calar um bocadinho, eu não precisava de tantas explicações e já não era tão difícil para mim falar daquilo que é a minha vida -, quando fui Marcada, tinha uma Marca igual à de todos, quando estava à procura da minha avó, desmaiei e quando acordei a Marca estava preenchida, depois, fiz com que todos percebessem o que a rapariga mais odiosa daqui andava a fazer, salvei o meu ex quase namorado de ser morto por fantasmas vampyros pavorosos, assim apareceram as minhas Marcas na cara, pescoço e ombros. Quando salvei (outra vez)o meu ex quase namorado, agora ex namorado, humano de ser morto, ganhei as das costas, e… - calei-me. Não lhe podia contar das Marcas da cintura. Ninguém sabia delas, e ninguém podia saber dos mortos vivos, pelo menos por agora – e foi assim
- Hum… tens uma vida bastante interessante, a sério – ela saiu da casa de banho a secar o cabelo
- Hum, olha vou avisar as Gémeas para esperarem por nós, depois eu volto, okay?
- À vontade Zoey! – despedi-me dela e saí para o quarto das Gémeas. Samantha parecia ser uma pessoa de confiança



Autora: Decidi também procurar fotografias de quem melhor representasse Samantha e Chad. Para Samantha escolhi Kaya Scodelario e para Chad, Jared Padalecki.


3 comentários:

Danyela ☾ disse...

Adorei!!! Quero mais!!!

Anónimo disse...

VA lá, quero saber o q é q o Erik Kis dizer com aquilo do iniciado novo, e da Zoey ir acaber com ele depois de o conhecer, ou kalker cena assim!
Tou a adorar!!!!

Anónimo disse...

POrk é k o Heath parecia doente kando falou com a Zoey, se ñ era ela o iniciado novo?.......kero saber ixo.
por ixo continua....
Tou a amar, tá lindo