http://i1295.photobucket.com/albums/b634/Katleyy/letras-Coacutepia3_zpscc96821c.png

terça-feira, 31 de agosto de 2010

CdN Portugal volta a ser menciona em blogue

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Lembram-se de à uns dias vos ter dito que uma rapariga publicitou o nosso blogue na sua página? Bem, parece que já esta a fazer sucesso, pois uma outra reblogou o poste dessa mesma rapariga para a sua página, ou seja, é como postar o poste da outra na sua página através de uma aplicação do site. Podem ver aqui.

É bom ver que temos tantos fãs x)

Que Nyx vos abençoe!

O Último Airbender (The Last Airbender)

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Enquanto esperamos (ansiosamente) pelo filme da Casa da Noite, deixo-vos uma sugestão que a Bia fez no chat do Blog de um filme que ela foi ver. Fiquem com a sinopse.


Sinopse:

Quatro nações unidas pelo destino, quando a Nação do Fogo declara uma guerra brutal contra as restantes Nações. Passa-se um século sem que se avizinhe esperança de mudar o curso desta destruição. Apanhado entre o combate e a coragem, Aang descobre que é o último Avatar com o poder de manipular os quatro elementos. Aang junta-se a Katara, uma Mestre da Água e ao seu irmão, Sokka, de modo a restaurar a harmonia no seu mundo devastado pela guerra.

Que Nyx vos acompanhe!

Perseguida na Cuore

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Bem, parece que o nosso livro, Perseguida, saiu em mais uma revista x) Sim é verdade, apesar de ter um erro na noticia, Perseguida teve uma pequena nota na revista Cuore. Ora vejam:



Parece que para além da PC e Kritin Cast, ainda temos mais uma autora, Nora Roberts x) Bem, estou a ler agora Nora Roberts e gosto muito, mas não comparem escritas :P Mas só dar 7 ao Perseguida, chocou-me :O





Obrigada Tadeu Ramos!

Que Nyx vos abençoe!

Adeus a Crossover!

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Para quem gostou da fanfic da Sofia, "Crossover", pode ver mais do seu trabalho neste blogue.
Queremos também dizer à Sofia que gostamos muito da sua cooperação com o blogue, e que a receberemos de braços abertos se ela pretender escrever mais alguma coisa sobre a Casa da Noite.


Que Nyx vos abençoe!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Fanfic: Crossover - Último Capitulo


Último Capítulo

Não vou permitir que te magoes, nem que por isso te tenha de matar.
As palavras dela flutuavam sobre a minha cabeça, aqui estava eu, preso a uma cadeira que podia facilmente sair, mas que não conseguia por razões óbvias. Sempre a tivera a meu lado durante todos estes anos, acabei por habituar-me a ela e agora tinha acabado de receber uma ameaça.
Era estranho como isso me dava uma sensação de alegria, de um certo modo, porém havia também um misto de raiva que me fazia querer realmente virar-lhe costas. Mas não podia, nem iria fazê-lo.
- Nicholas, ouve-me com atenção por serão as últimas palavras que poderás ouvir de mim. – Mais estranho ainda era ouvi-la a usar o meu nome completo, coisa que jamais tinha feito ao longo do tempo que nos conhecemos. – Não achas que estás a levar esta ideia de vingança demasiado a sério?
- Não é vingança, Kate. É justiça.
- Podes chamar o que desejares, mas não sei se reparaste… Tu e eu sabemos muito bem que toda a família Edwin virou-te as costas e está preparada para matar-te mal tu lhes apareças à frente.
- Isso não me impede de seguir a missão que temos que fazer.
- E quem to disse? Já não fazes parte deles, Nick… Não o faças, desiste dessa estúpida vingança. Só estás a acabar contigo mesmo, e depois no fim… Conseguirás tornar-te tanto como ela quando matou lá a tua parente? Se seguires esse caminho te transformarás tão monstro quanto ela.
- Não é bem assim… Tu sabes que não é.
- Está bem…. Então vamos ver pelos teus próprios olhos.
- Como? – Perguntei sem grande interesse.
- Queres saber o que faz a tua queridinha amiga que te quer ajudar a matar a tal vampira?
- Eu não preciso de saber nada sobre ela. Apenas tenho que seguir o meu caminho.
- A tua teimosia não te deixa ver as coisas com clareza… Se pelo menos pudesses ter investigado, tinhas descoberto que essa tal Kiya não é tão boa como aparenta. - Talvez ela pudesse ter uma certa razão, mas a realidade é que o meu dever era fazer justiça, por mais que fosse complicado. – Ela é irmã da tal mulher, parece que seu nome é Sheftu.
- Sheftu? – Perguntei, ela tinha cativado por completo a minha atenção.
- Sim, mas não é dela que estamos a falar. – Disse Kate com um sorriso. – Tu é que não podes seguir em frente com esta loucura.
- E porque não?
- És um idiota se pensas que sairás vivo quando te meteres em frente de uma vampira milenar! Como pensas tu que Kiya cria as suas cobaias? Move-as através da sua estupidez… E tu és um desses.
- Tu sabes que não é bem assim. Eu estou a…
- Sim, nós sabemos bem o que tu pensas que estás a fazer. – Interrompeu-me ela irritada. – Agora o que te pergunto é: Ficas comigo pela eternidade ou pelo tempo que duramos… Ou atreves-te a fazer-me matar-te?
- Não sejas louca!
- Não? Estou apenas a seguir o teu exemplo. Mesmo que tentes, sabes bem que eu te conheço. Não chegarás a tempo antes que te mate.
- Não o irás fazer… Não és assim.
- Isso pensas tu. – Disse-me, aproximando-se perigosamente da minha cara. – Queres testar os meus limites?
- Tu não te atreverias… Ah! Estás louca? – Não tinha eu reparado que na sua mão direita estava uma navalha de prata que tinha acabado de se aprofundar na minha perna.
- É só um pouco mais acima… Achas mesmo que te vou deixar ir para essa loucura?!
- Tu é que estás louca! O que te deu?
- Meu caro, ou tu vês a realidade ou morrerás nas minhas mãos.
Seus dedos aprofundaram-se no corte, levando o sangue à minha boca, enquanto se unia com os seus lábios. Tentando enlouquecer-me? Talvez… Estaria eu louco? Certamente… Seguiria em frente com esta parvoíce? Hum, não sabia ao certo.
- Entendeste o que te queria dizer? – Perguntou-me, deixando-me encurralado entre a razão, o desejo e o dever. Acenei que não com a cabeça, sem que tivesse muita coragem para responder. – Todos estes anos na Casa da Noite, todos os anos da tua vida… Perdeste grande parte do que tinhas à tua volta por esta vingança idiota que nem sequer é tua. Não fazes parte daquela família, não agora que te tornaste um vampyro. A tua família está aqui. Queres virar-me as costas e seguir em frente, então terás que acabar comigo primeiro ou eu o farei. Não quero que a tua morte seja uma prisão, não te quero assim. O que decides?

***

Como pode uma pessoa nos conhecer tão bem? Isso é o que me pergunto a cada novo dia desta nova morte. Se decidi bem? Isso certamente fica para outra eterna história.
- Vens? – Perguntava a vampyra que me abrira os olhos, deixando que eles pudessem ver a sorte que tinha… Não por um dia, não por um momento… Era uma eternidade que nos esperava.
Não sabia ao certo de quem tinha sido eu durante todos estes anos. A minha morte tinha começado como seguimento da minha vida, mas agora eu tinha encontrado aquilo que jamais conseguira ver, apesar de permanecer do meu lado.
Kate era o que eu procurava, perdido algures por uma suposta injustiça. Não tinha tomado consciência de que eu estava a ser sugado, morto… Porque somos nós tão cegos quando as nossas alegrias nos espelham sobre quem mais está próximo. Eu tinha errado, mas a eternidade era todo o tempo que precisava para recomeçar tudo… E tu? Quanto vais olhar e ver que não és o que realmente fazes? Vais prender-te também com o desejo de não viver a tua vida?

Que acharam? x')

Novidades do filme da Casa da Noite

Olá Filhos e Filhos e Filhas das Trevas!

Sei que muitos de vocês devem ir constantemente à página do filme da Casa da Noite no site IMDb, onde o nome ainda está "Untitled House of Night Project" (Projecto Casa da Noite Sem Titulo) e o seu estado esta "In Development" (Em Desenvolvimento), mas há uma informação que só podem ver com o IMDbPro, e é essa informação que vos vou dar agora. No IMDbPro vocês podem ver uma sinopse, com que estilo o filme está catalogado, entre outras coisas. Ora, vamos começar pela sinopse (Traduzida):

Os "Vampyros" são aceites na sociedade. Eles possuem uma anomalia genética que se manifesta na puberdade. Os vampyros são marcados e enviados para a Casa da Noite, uma escola que oferece o treino necessário para se tornarem um vampyro adulto. A vida normal de Zoey Redbird torna-se uma confusão quando ela se torna uma vampyra, muda de escola e entra num mundo novo.

Segundo o site, o filme será oficialmente anunciado em 2011, está inserido no género de "Drama" e tem como produtores Jeremiah Chechik e Michael Birnbaum (o último já tinha sido anunciado).

Não se esqueçam que, estando em desenvolvimento, ainda pode haver várias mudanças nas informações, apesar que estas são poucas. Mas eu acho que, quanto mais informação temos do filme, por mais pequena que seja, nos deixa ainda mais anciosos não acham? x)

Que Nyx vos abençoe!

Fanart House of Night

Ola Filhos e Filhas das Trevas!

Como sabem vou ser posta à experiência durante 15 dias. Por isso para primeiro post vou publicar umas fanarts:




por: Sucker for Vampires




Que Nyx vos abençoe!

Mudanças na equipa

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Devido à pouca contribuição que o João Gama prestou ao blogue, tendo tipo um total de dois postes num mês, o mesmo já não faz parte da equipa. Para o substituir temos a Mariana Amaro (Mary*), que actualizava o nosso facebook e agora irá postar no blogue, sendo ela substituida no facebook pela Beatriz Pinto.


Que Nyx vos abençoe!

Fanfic Confused

Olá Filhos e Filhas das Trevas!


Como devem ter reparado, a fic Confused não foi postada esta semana. Isso deve-se à autora ter estado de férias, mas Domingo a fic já volta x)


Que Nyx vos abençoe!

Sugestão Literária: O Apelo da Lua

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Trago-vos hoje uma nova sugestão literária. Parece que a Saída de Emergência está a apostar no paranormal para Setembro ;) Hoje trago-vos "O Apelo da Lua" de Patricia Briggs.

Sinopse:

Mercy Thompson é uma talentosa mecânica de automóveis que vive na zona de Washington. Mas ela é muito mais do que isso: também é uma metamorfa com o poder de se transformar num coiote. Como se não chegasse, o seu vizinho é um lobisomem, o seu antigo patrão um gremlin, e neste momento está a reparar a carrinha de um vampiro. Este é o mundo de Mercy Thompson, um que parece igualzinho ao nosso, mas cujas sombras estão repletas de estranhas e perigosas criaturas da noite. E se até agora Mercy sempre viveu bem nesse mundo, aproxima-se o dia em que a sua preocupação vai ser apenas sobreviver…


A editora Saída de Emergência vai lançar este livro dia 17 de Setembro.


Que Nyx vos abençoe!

Parabéns à Inês!!!

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

E hoje temos mais uma aniversariante, a Inês de Viseu x) A nossa querida Inês faz hoje 15 aninhos!!!

Parabéns à Inês da equipa do blogue Casa da Noite Portugal!!!


Que Nyx vos abençoe!

domingo, 29 de agosto de 2010

Sujestão Literária: O Beijo da Noite

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Trago-vos mais uma sugestão literária enquanto esperamos por Seduzida ;) "O Beijo da Noite" de Sher­rilyn Kenyon.

Sinopse:

Pre­da­dor da Noite… um guer­reiro imor­tal que entre­gou a alma a Árte­mis por uma opor­tu­ni­dade de vin­gança con­tra os seus ini­mi­gos. Em troca, jurou pas­sar a eter­ni­dade a pro­te­ger a huma­ni­dade dos dae­mon e dos vam­pi­ros que se ali­men­tam dela. O Pre­da­dor da Noite Wulf é um antigo guer­reiro viking com um poder útil mas muito irri­tante: amné­sia. Nin­guém que o conheça pes­so­al­mente se lem­bra dele pas­sa­dos cinco minu­tos. Torna fáceis os enga­tes de uma noite, mas difí­cil qual­quer rela­ci­o­na­mento mais sério e, sem encon­trar o amor ver­da­deiro, não poderá recu­pe­rar a alma. Depois conhe­ceu Cas­san­dra, a única mulher capaz de se lem­brar de si. No entanto, enquanto prin­cesa da raça amal­di­ço­ada que Wulf jurou caçar, ela está-​lhe proibida…


A editora Saída de Emergência lançará este livro dia 10 de Setembro na sua chancela Chá das Cinco.



Que Nyx vos abençoe!

sábado, 28 de agosto de 2010

Sinopse de Seduzida

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Estão curiosos por saber qualquer coisinha sobre o próximo livro, Seduzida??? Se sim, nós vamos aguçar-lhes um pouco a curiosidade com a sinopse original do livro (em inglês, Tempted) traduzida. Aqui têm:

Então... vocês pensavam que, depois de banir um ser imortal e uma Alta Sacerdotisa caída, salvado a vida do Stark, morder o Heath, ter um dor de cabeça com Erik e quase morrer, a Zoey Redbird iria ter uma pausa. Infelizmente, não há pausas na escola Casa da Noite, principalmente para a Alta Sacerdotisa em treino e o seu gangue. Estar entre três rapazes é tudo menos um stresse apaziguador, especialmente quando um deles é um Guerreiro sexy que está tão focado em proteger a Zoey que consegue sentir as suas emoções. Por falar em stresse, a força das trevas que anda à espreita nos tuneis por baixo do depósito de Tulsa está a espalhar-se e a Zoey está a começar a acreditar que Stevie Rae pode ser responsavel por muito mais que um grupo de desajustados iniciados vermelhos. As visões de Afrodite avisam para que Zoey fique longe de Kalona e o seu negro fascinio, mas também mostram que é Zoey que tem o poder para parar este mal imortal. Rapidamente se torna obvio que Zoey não tem escolha: se ela não for ter com Kalona ele irá lançar uma ardente vigança sobre as pessoas mais próximas de si. Terá Zoey a coragem de perder a sua vida, o seu coração e a sua alma?


E então? Curiosos? ;)
Quanto ao lançamento do livro em Portugal, ainda não temos mais novidades.


Que Nyx vos abençoe!

Fanfic: Forgiven - 19º Capitulo

Dirigimo-nos ao dormitório e quando chegámos, Heath andava de um lado para o outro, assim que me viu, parou, dirigiu-se a mim e puxou-me a mão para ir com ele lá para cima
- Boa sorte! – disseram as gémeas
Entrámos no meu quarto.
- Muito bem Zo, estou desesperado. Preciso de te ver, de estar contigo, de te beijar! Sabes, eu até já passei a adorar a deusa Nyx e ela deve estar fartinha de me ouvir implorar que me Marque para que eu e tu sejamos iguais e tudo isso, mas não está a resultar – Heath recomeçara a andar de um lado para o outro a remexer os dedos, como fazia quando estava nervoso – Zo, não aguento mais! Preciso de ti! – Eu pisquei os olhos repetidamente
- Bom… Eu cá acho que devia ter feito uma sessão de relaxamento antes de vir falar contigo… Mas olha, porque é que não te sentas um bocado?.
- Por favor, Zo, dá-me outra oportunidade! Sabes que nós somos feitos um para o outro! – ele tossiu
- Heath, falamos disso um bocadinho mais tarde, primeiro como é que entraste?
- Pelo portão grande?
- Pois, que difícil de adivinhar, como é que passaste pelos guerreiros?
- Disse-lhes que vinha arranjar uns canos entupidos
- Oh senhores… Heath tu és doido! Se eles te apanham, estás frito!
- Ná… Os canos entupidos eram do teu quarto – ele sorriu
- Ao menos a abstinência da bebida e do tabaco fazem-te pensar… - disse eu, enquanto ele tossia outra vez, e eu olhava para o seu fato de macaco azul escuro, mesmo como se tivesse vindo arranjar canos, muito provavelmente pedira-o ao primo…
- Hey, eu sempre pensei… Às vezes era mais lento, mas sempre pensei…
- Pois, sim… Mas Heath, tens de perceber que não há mais nada entre nós… É melhor esqueceres-me… Nada vai ser como dantes…
- Vai sim Zo. Vais ver! Nós podemos ficar juntos! Fomos feitos um para o outro, Zo! Somos aquela coisa de almas gémeas! – ele aproximou-se de mim e tocou-me na cara. Senti o meu coração acelerar… Estava a ficar tensa e nervosa
- Vai-te embora Heath… Por favor… - disse com a respiração acelerada
- Vou, Zo… Depois de beberes de mim eu vou – ele aproximou-se mais e encostou o seu pescoço à minha boca; eu lambi os lábios e a pele dele. Eu queria beber, ele queria que eu bebesse, eu não podia beber…
- Vai-te embora… - sussurrei, desejando exactamente o contrário
- Já te disse que vou, depois de beberes de mim
- Não Heath… não… posso… - disse ofegante a olhar para aquela pele que para mim era tão fácil de rasgar e lamber-lhe o líquido que lhe corria nas veias
- Mas queres… - sussurrou ele. Entre nós já não havia espaço - Zoey, bebé, eu sei que queres beber…
-Mas… não… posso… - aproximei a minha boca lentamente do corte que ele tinha no pescoço, aquele que ele fizera no Starbucks e passei por lá a língua… Vi a zona ficar mais vermelha, com mais sangue, e mais sangue, e mais sangue…
- Heath, por favor… Vai-te embora… Vai… te… embora… - ofeguei
- Zo, promete que nos vemos um dia, um dia em breve, muito em breve – sussurrou-me ele ao ouvido, depois tossiu
- Está… bem… - NÃO, NÃO ESTÁ NADA BEM! Que raio Zoey!, tens de deixar de o ver! Disse para mim mesma
- Óptimo, bebé… Amo-te… - virou-se mas eu agarrei-o no braço
- Heath, o que se passa contigo? – ele olhou-me com ar cansado e só agora reparara nas olheiras profundas que se demarcavam no rosto
- Falamos depois… - notei que ele tinha certo medo ao falar, como se não me quisesse contar a verdade toda… Ele saiu de deixou-me no meu quarto
Sentei-me na minha cama e respirei fundo, não me acalmava de maneira nenhuma. Estendi o tapete de ioga que a minha avó trouxera quando eu fui Marcada e sentei-me com as pernas cruzadas. Deixei que a minha mente imaginasse que eu estava no meio duma floresta, e que há minha frente corria um riacho com água transparente e límpida. Imaginei o barulho da água a correr, e fiz com que a minha figura molhasse o pé direito na água e que deixasse esta brincar com ele. Dei por mim a sorrir com esta imagem de calma, já não sentia o pescoço tenso mas por mim passava agora um cheiro doce entrar pelas minhas narinas, não era o cheiro do sangue de Heath, era outra coisa, um aroma que o vento me trazia, um aroma a flores adocicadas e… e… a mais qualquer coisa doce… Olhei para a minha direita e reparei no baloiço pendurado num ramo de uma árvore, que baloiçava com a brisa sobre a água. Sentei-me e deixei a minha cabeça encostada à corda, os meus pés tocavam na água fresca e aquele aroma continuava à minha volta, a rodopiar, a embalar-me ao mesmo ritmo que o baloiço ia para a frente e para trás, depois, cheirou-me um bocadinho a alfazema, à minha infância, ao lugar onde eu era realmente feliz
- Zoey? Z? Estás bem? – ouvi a voz de Erik chamar-me. Raios, isto não é real. Mas vou ficar aqui só mais um bocadinho… A baloiçar ao som da brisa, a remexer a água límpida… Bocejei… Só mais cinco minutinhos… Adormeci a baloiçar, depois foi como se a terra me quisesse proteger e fez como que o ramo onde estava o baloiço encolhesse e o vento deitou-me no chão, sobre uma relva aquecida, alguma água evaporou para aquecer o ambiente à minha volta e o cheirinho doce intensificou-se embalando-me em conjunto com a melodia do vento a passar nuns buracos, como se fosse uma flauta
- Porra! Isso está gelado! – disse eu, limpando a água da minha cara. Aparentemente dormira ou desmaiara no meu holograma de felicidade e calma, e na realidade e o meu grupo de amigos tinha-me atirado com água gelada para cima para me acordar. Semicerrei os meus olhos e estava deitada em cima da minha cama (mas eu não estava no tapete de ioga?). Por baixo de mim, um calorzinho emanava para me aquecer e dava-me a sensação do cheiro doce que até então me tinha embalado continuava em mim
- Eu disse que ela acordava – declarou Stevie Rae. Espera, Stevie Rae?
- Stevie Rae? – bocejei e esfreguei os olhos, depois abri-os
- Sim Z, sou eu – ela abraçou-me
- Para a próxima, podem deixar-me mais um bocadinho? Estava tão bem! – disse eu
- Bem? Z, do teu tapete de ioga via-se relva e um riacho a crescerem, se bem que o riacho não molhava mesmo, e um cheiro doce e vapor de água pairavam no ar! E tu aí desmaiada ou a dormir, como se fosse completamente normal relva nascer do chão! - disse Erik
- E não é? – perguntei eu. Ele lançou o seu olhar de “Oh, tu percebes!” e eu abanei a cabeça - Mas mais devagar! Relva? Riacho? Cheiro doce e vapor de água? Eu pensava que era só da minha imaginação… que era só o meu holograma… Como é que brotou no quarto?
- Zoey, tu não estás nada bem… Não dizes coisa com coisa! – disse Erin
- Pois, tudo o que dizes é uma confusão – acrescentou Shaunee
- Desta vez elas têm razão, Z – disse Damien
- Pronto eu explico… é assim: falei com o Heath, ele pediu que eu bebesse dele, mas consegui resistir, parecia que os dois estávamos em sintonia e em transe e mandei-o embora algumas vezes. Depois ele disse-me se nos podíamos voltar a ver e foi-se embora. Sentei-me no tapete de ioga a tentar relaxar um bocado e a imaginar estar num lugar calmo e tranquilo, onde me pudesse sentir bem – descrevi o sítio maravilhoso onde “tinha estado”
- Uau, Z! Quer dizer, até o Erik o viu… - declarou Jack
- Pois foi, apesar de ser lindo, pelo que vi e ouvi, fiquei preocupado contigo. Quer dizer, estavas sentada, depois de repente cais para trás e ficas inconsciente, eu fiquei mesmo preocupado! E se eu apanho esse gajo à frente ele nem sabe o que lhe espera!
- Não vais fazer nada Erik… Por favor! Ele estava mesmo mal… E isso da relva deve ter sido das afinidades…– Esfreguei o pescoço e as têmporas. Tinha uma dor de cabeça terrível…
Stevie Rae apercebeu-se do meu desconforto e pediu a todos que saíssem. Eles fizeram isso. Quando iam a sair eu deitei-me na minha cama, a fazer uma pressão sobre as têmporas, para que aliviasse um bocadinho a dor. Erik voltou para trás e beijou-me
- Vá, lá gente, eu estou aqui! – disse Stevie Rae
- Desculpa – sussurrou-me Erik, depois saiu

CdNPortugal referido em blogue

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Bem, uma rapariga fez publicidade ao nosso blogue no seu blogue pessoal. Pelo que vocês podem perceber logo que lá entram, é um blogue pessoal onde a dona partilha gostos e ideias convosco, sejam livros, séries, curiosidades, ... Parece um blogue interessante, e se gosta da Casa da Noite, então tem bom gosto, certo? ;)
Como forma de agradecimento à autora, e para que vocês se possam identificar com ela e com os seus postes, deixamos aqui o link, Aninha in Wonderland. (O blogue não é sobre o sobrenatural, excepto quando a autora faça postes relacionados com o tema).


Que Nyx vos abençoe!

Sugestão Literária: A Pátria

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Hoje trago-vos uma nova sugestão literária, "Pátria" de R.A. Sal­va­tore.

Sinopse:

Nas pro­fun­de­zas da terra e rode­ada de tre­vas eter­nas, esconde-​se a imensa cidade proi­bida de Men­zo­ber­ran­zan. Habi­tada pelos drows, os temi­dos elfos negros, Men­zo­ber­ran­zan é gover­nada por um com­plexo sis­tema de Casas em cons­tante bata­lha. No meio de uma des­sas bata­lhas nasce uma cri­ança com olhos cor púr­pura. A cri­ança, Drizzt Do’Urden, des­ti­nada a tornar-​se prín­cipe de uma das Casas, cresce num mundo vil onde a sua pró­pria famí­lia não hesita em cons­pi­rar, trair e assas­si­nar. Sur­pre­en­den­te­mente, Drizzt desen­volve um sen­tido de honra e jus­tiça com­ple­ta­mente estra­nho à sua cidade. Mas haverá lugar para ele num mundo onde a cru­el­dade é a maior vir­tude? Venha des­co­brir Drizzt, o elfo negro, uma das per­so­na­gens mais len­dá­rias da fan­ta­sia. E acompanhe-​o na épica e intré­pida jor­nada para longe de um mundo onde não tem lugar… em busca de outro, na super­fí­cie, onde tal­vez nunca o aceitem.


A editora Saíde de Emergência lançará este livro dia 10 de Setembro.


Que Nyx vos abençoe!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Fanfic: Desesperada - Capitulo 16


Capitulo 16

Natacha Vamp
Tomei o pequeno-almoço com Dylan e Emma. A Zoey ainda não estava no refeitório. Nem ela, nem a Stevie Rae, nem as gémeas, nem Damien e Jack. Era um pouco estranho, pois, quase sempre que eu ia tomar o pequeno almoço já lá estava um ou dois deles.
-Natacha, Natacha meu amor, estás a ouvir-me?- perguntou Dylan abanando-me o corpo.
-Hã? Diz... Desculpa, estava distraída.
-Não achas estranho sermos os únicos no refeitório?- Agora que ele dizia isto, reparava que não era apenas o grupo com quem eu me dava mais na casa da noite que não estava no refeitório, não estava lá ninguém a não ser eu e os irmãos Kendrink.
-Algo se passa, consigo persenti-lo- e aquilo não era mentir algo dentro de mim me avisava que algo estava errado. De repente comecei a sentir um cheiro divino, sangue... vindo do exterior do refeitório, saímos de lá a correr para ver o que se passava. Não podia acreditar no que via... Zoey estava a deitar sangue de todo o lado boca, nariz, ouvidos. De todo o lado.
-O que significa aquilo?- perguntei fazendo o esforço enorme para não ir para o pé dela e a matar. Não me podia aproximar para mais que o desejasse.
-Ela. Ela esta a morrer- disse finalmente Dylan.
-Não isso não pode acontecer, ela é a escolhida não pode morrer.
No instante em que disso isso comecei a correr para perto dos meus novos amigos e comecei a gritar-lhes para fazer-mos alguma coisa para a salvar, até que me lembrei de que talvez um circulo em volta de Zoey com todos os elementos a ajudassem.
-Mentam-se nas posições de lançar um circulo vamos invocar os elementos, para curar a Zoey.
Estava toda a gente em nosso redor, iniciados, professores. Toda a gente. Eu estava no centro do circulo sentada no chão com a cabeça de Zoey no meu colo, parecia tão frágil que até deixei de sentir sede pelo seu sangue.
-Pensem em curar a Zoey e mandem os elementos para o centro do circulo- fiz aquilo que mandei a Stevie Rae, (que estava numa pilha de nervos), às gémeas (que choravam baba e ranho) e a Demien. Uma onda de elementos invadia o centro do circulo. Tinha a roupa inundada em sangue.
-Agora concentrem-se em mandar os elementos para dentro de Zoye se vos ajudar dêem as mãos- eles fizeram o que lhes mandei e deram as mãos e fecharam os olhos.
-Zoey recebe os elementos e pensa em ficar boa, em resistir a morrer, a não rejeitar a mudança...
Os elementos entraram nela, ela deixou de deitar sangue e começou a gritar a dizer que estava a arder. E quando eu estava preste a perguntar o que se passava Eric apareceu e disse:
-Ela está a mudar, vai deixar de ser uma iniciada e passar a ser uma vampira- as suas palavras atingiram-me, eu não tinha feito só como Zoey não morre-se mas fiz também com que ela mudasse. Estou orgulhosa de mim.



Agradeço que comentem.

Sugestão Literária: Wicked Lovely

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Hoje trazemos uma nova sugestão literária para vocês, "Wicked Lovely". Wicked Lovely (em português, "Amores Rebeldes"), dá nome à série e ao primeiro livro da mesma. Deixo-vos aqui uma sinopse:

REGRA # 3: Não olhar para fadas invi­sí­veis. Desde que nas­ceu, Ais­linn sem­pre viu fadas. Pode­ro­sas e peri­go­sas, elas cami­nham ocul­tas entre os mor­tais. Ais­linn tenta pas­sar des­per­ce­bida pois estes seres não gos­tam de ser des­co­ber­tos e cos­tu­mam cas­ti­gar com cru­el­dade as pes­soas que detec­tam a sua pre­sença.
REGRA # 2: Não falar com fadas invi­sí­veis. Agora as fadas per­se­guem Ais­linn. O rei das fadas Kee­nan, ater­ro­ri­zante e sedu­tor, tenta cati­var Ais­linn, fazendo per­gun­tas que ela tem medo de res­pon­der.
REGRA # 1: Nunca cha­mar a aten­ção delas. Agora é tarde demais… Kee­nan, o Rei do Verão anda numa busca incan­sá­vel pela sua rai­nha há nove sécu­los e está deter­mi­nado a con­ver­ter Ais­linn na sua rai­nha a qual­quer custo.
Quando as regras secre­tas que sem­pre a tinham pro­te­gido dei­xam de fun­ci­o­nar, de repente está tudo em risco: a sua liber­dade; o seu melhor amigo, Seth; a sua vida; tudo. Intri­gas sobre­na­tu­rais, amo­res mor­tais, e con­fron­tos entre reis anti­gos e expec­ta­ti­vas moder­nas cruzam-​se no enredo deste espan­toso conto de fadas que Melissa Marr ima­gi­nou para o século vinte e um.

Bem, parece interessante, não acham? O livro será lançado pela editora Saída de Emergência a 10 de Setembro.



Restantes livros da série:



  • Ink Exchange


  • Fragile Eternity


  • Radiant Shadows


Trailer do livro:










O blogue agradece à Ana Faria por nos informar da existência deste livro.



Que Nyx vos abençoe!

Damon Salvatore o grande vencedor!!!

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

A revista Entertainment Weekly reuniu 64 indicações dos mais sexys vampiros, lobisomens, aliens, mutantes, monstros, e máquinas que já apareceram no cenário da cultura pop, pois é foi uma votação muito renhida e com muita aderência e tivemos uma final entre o Edward Cullen (Robert Pattinson), da saga Twilight e o Damon Savatore (Ian Somerhalder), da saga The Vampire Diaries. No final o Damon saiu vitorioso por uma margem de 138,630 a 134,728, uma diferença de apenas 3,902 votos.

Para conferirem toda esta batalha, cliquem aqui para verem a grelha ou aqui para verem o artigo completo.


Eu concordo com esta escolha então e vocês deixem as vossas opiniões!

"Kisses from Hell"

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Como vos falei ontem por alto do livro da Kristin Cast, hoje trago-vos a sinopse. Este livro promete arrebatar as vendas sendo que se juntaram escritoras tão conceituadas nesta área do Paranormal, eu simplesmente estou ansiosa para que chegue a Portugal.



Verdadeiro, Enlouquecedor, Imortal


Esta irresistível obra apresenta histórias de amor entre vampiros escritos por cinco das autoras actuais mais incríveis – Kristin Cast (Tentada – Saga House of Night) , Richelle Mead (Vampire Academy), Alyson NoËl (Para sempre), Kelley Armstrong (The Summoning) e Francesca Lia Block (Pretty Dead).

De uma vampira foragida, forçada a confiar num garoto que poderia trabalhar para um grupo com o objectivo de destruí-la, ao lendário romance de dois imortais cujo amor os faz arriscar tudo, este livro de tirar o fôlego traz um novo significado à expressão “Amo-te para sempre”. Se gostas de romances pesados e mal-humorados ou leves e divertidos, estas histórias irão saciar a sede insaciável de belos contos de mortos-vivos.

Fonte

Que Nyx vos acompanhe nas vossas leituras!

FanArt da Andrea

Olá Filhos e Filhas das Trevas!
Hoje trazemos um fanart da Andrea sobre a Zoey. Ora vejam:


Que Nyx vos abençoe!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Renovação das Redes Sociais do Blogue.

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

A partir de hoje as contas do Myspace, Twitter e Orkut do nosso blogue estão canceladas. O motivo para tal acontecimento é o facto de não compensar ao blogue ter tantas redes sociais e alguem para as actualizar a todas, quando elas têm todas os mesmos fins. Por isso só manteremos a mais conhecidas, como o Facebook, Hi5 e Youtube.
Lamentamos se esta noticia desagradar a alguém, mas a mesma não será modificada, pelo menos num futuro próximo.


Que Nyx vos abençoe!

Perseguida na TV7Dias

Olá Filhos e Filhas das Trevas!



Bem, uma fã avisou o nosso blogue de uma situação entusiasmante, vem uma noticia de Perseguida na revista TV7Dias desta semana. Ora vejam [Spoiler Indomável]:


Obrigada Ana Faria ;)

Que Nyx vos abençoe!

House of Night - Extras

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Bem, muitos de vocês já devem ter pensado qual seria a posição de Loren sobre tudo o que se passou. Então, uma fã não só pensou como agiu, como fez uma fic a imaginar a reacção de Loren quanto ao que se passou e o que pensa ele das restantes personagens. Façam download aqui.


Que Nyx vos abençoe!

Actualização PC's Blog

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas a PC Cast actualizou o seu blog, hoje para falar sobre o livro que a sua filha escreveu e que já foi lançado, aqui fica aquilo que ela escreveu:

Oi! Hoje, a antologia de histórias YA que a Kristin lidera, "Kisses from Hell", foi lançada! Estou tão orgulhosa da obra que ela tem no livro, "Above". É uma visão completamente nova sobre os mitos vampíricos. Eu acho que a ideia dela é doce e a sua escrita é original e interessante. Confirmem e vão ver como as nossas vozes são tão diferentes.
E, sim, estou muito satisfeita por anunciar que Kristin está actualmente a trabalhar no primeiro livro da sua própria série baseada no mundo e nas personagens de "Above".
 
Felizes leituras
PC
 
Pois é, parece que vamos ter de acrescentar mais um livrinho para a nossa lista de próximas leituras hehehe :p
 
Para lerem o post original cliquem aqui.
 
Que Nyx vos proteja!

Críticas ao livro "A Iniciação"

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

A pedido de uma fã, Rakel, fiquei encarregue de tentar achar um excerto do livro "A Iniciação" de Jennifer Armintrout, mas, infelizmente, procurei em imensos sites e não consegui encontrar nada (inclusivé pedi ajuda à Katley). Sendo assim decidi postar antes umas críticas deste mesmo livro. Sei que não é a mesma coisa, mas na falta de melhor...

Então deixo-vos agora com duas críticas postadas no Blog CulturWave e no Blog Bela Lugosi is Dead, respectivamente.


Crítica CulturWave:

No seguimento da vaga de romances de vampiros, a Gailivro na sua colecção 1001 Mundos lança mais uma saga deste género intitulada “Laços de Sangue”. O primeiro volume chama-se “A Iniciação” e nele conhecemos Carrie Ames, uma jovem médica que de um momento para o outro se vê transformada em vampira.



A autora Jennifer Armintrout tem uma escrita adulta, moderna e fluida e torna a personagem principal, Carrie, uma deliciosa narradora, com a sua ironia, humor negro e língua acutilante.



Este romance afasta-se da infantilidade de certas obras deste género, fazendo uso de erotismo e violência. É uma história simples de vampiros mas viciante, com personagens inteligentes e carismáticas. Sem dúvida uma bela surpresa e mais uma saga a acompanhar.
 
 
Crítica Bela Lugosi is Dead:
Desde o sucesso da saga Twilight de Stephenie Meyer que a Gailivro tem vindo a apostar cada vez mais nos vampiros. A Iniciação, o primeiro volume da trilogia Laços de Sangue, da autoria da norte-americana Jennifer Armintrout, é a mais recente aposta da editora.



Carrie Ames é uma médica que recentemente se mudou para o Michigan para trabalhar no Serviço de Urgência de um hospital. Certa noite, é atacada na morgue por um vampiro, supostamente um doente falecido poucos minutos antes. Enquanto se debate com a inconcebível ideia de que se transformou numa vampira e toda a sua vida ficou para trás, vê-se envolvida numa guerra entre duas facções de vampiros: a do seu criador, com quem tem um forte laço de sangue, e a do inimigo dele, por quem ela cria uma afinidade especial.

Ora aqui está uma bela surpresa. Numa altura em que as histórias de vampiros começam a saturar um pouco, A Iniciação surpreende e oferece uma história envolvente e cativante que nos oferece bons momentos de entretenimento.

Escrito na primeira pessoa, é a voz da Dra. Carrie Ames quem narra a história. O leitor cria desde o início uma grande ligação com Carrie. Acaba por ser um dos pontos mais fortes da obra, a poderosa protagonista que, apesar de transformada em vampira, concentra em si uma humanidade e um realismo deliciosos, pautados por um humor inteligente e uma maturidade há muito exigida neste género.



E se Carrie é uma protagonista marcante, as personagens secundárias não lhe ficam atrás, cada uma delas bastante peculiar e com um humor muito próprio. Destaco por exemplo o vampiro Nathan ou a bruxa Dhalia.



Outro elemento bastante interessante da obra é a quantidade de referências culturais que encontramos um pouco por todo o lado. Referências ao mundo do entretenimento, a obras literárias e muito mais que tornam a leitura muito mais rica e complexa. Em adição, a autora não se inibe de fazer descrições mais sangrentas ou sexuais, tornando A Iniciação num livro mais maduro e realista.

Porém, A Iniciação não se livra de alguns clichés associados aos vampiros, fazendo com que quem está habituado a este género se sinta um pouco frustrado se procura algo novo. Jennifer Armintrout admite que se inspirou em Anne Rice e L.C. Smith e isso é visível especialmente na imagem de Cyrus (o criador de Carrie) e no mundo vampírico que o rodeia.

A Iniciação é daquele tipo de livros que chega sorrateiramente, sem grande alarido e que surpreende ao apresentar uma história viciante, com personagens realistas e marcantes. Dirigido a um público mais maduro, certamente vai agradar aos fãs de histórias de vampiros e não só.

Uma das pequenas grandes surpresas do ano na fantasia urbana publicada em Portugal. – Fábio Ventura.

Espero que vos tenha podido ajudar.

Que Nyx vos acompanhe nas vossas leituras!

Parabéns Diana Carolino!!!

Ola Filhos e Filhas das Trevas!

Hoje mais uma fa da Casa da Noite faz anos, a Diana Carolino faz hoje 15 aninhos!!! Foi a sua amiga Ana Jesus que nos lembrou deste acontecimento ;)


Parabens a Diana de toda a equipa do blogue Casa da Noite Portugal!!!


Que Nyx vos abençoe!

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Questão importante para os nossos seguidores

Ola Filhos e Filhas das Trevas!

Venho por este meio pedir-vos uma opinião muito importante para o blogue. Como já devem ter reparado, muitas fanfics tem sido deixadas a meio pelas mais diversas razoes, então a minha ideia era a seguinte, o blogue a começar a aceitar apenas fanfics concluídas, ou seja, o autor envia-nos a fic completa e apenas ai começamos a posta-la. Gostaria de saber se vocês concordam, ou acham que devíamos continuar a fazer como ate então, aceitando o risco de que as mesmas podem ser abandonadas antes de terminadas.


Que Nyx vos abençoe!

Sugestão Literária: "Não há bela sem senão"

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Deixo-vos agora com mais uma sugestão literária, desta vez o livro "Não há bela sem senão", de Rebecca James.



Títutlo Original: Beautiful Malice (2010)

Autor: Rebecca James
Tradução: Ana Cristina Ferreira
Editora: Objectiva (2010)

Sinopse:
 
Um segredo devastador. Uma vida destruída. Uma amiga que promete mudar tudo. E se ela não for quem aparenta ser? Será possível amar demasiado? Será possível amar alguém a ponto de se desejar a sua morte? Depois da trágica morte da irmã, Katherine muda de cidade e inscreve-se numa nova escola, onde só quer passar despercebida. Mas isso revela-se impossível quando encontra aquilo que menos esperava: Uma amiga - Alice Parrie é a rapariga mais popular da escola. Extrovertida, linda, sedutora e imprevisível, ela é tudo o que Katherine não é. O entusiasmo de Alice é contagiante e o seu magnetismo é irresistível.
 
Para fazerem a vossa encomenda online cliquem aqui...
 
Que Nyx vos acompanhe!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Fanfic: Crossover - 10º Capitulo


Décimo Capítulo

Versão da Kate

Ainda sentia ligeiramente o sabor dos lábios de Nick sobre os seus, apesar de já se terem passado algumas horas do seu desaparecimento. Típico dele, escapar ao que não quer aceitar como certo.
O mais irritante de tudo é que eu me preocupava demais com ele, por mais que já tivesse enfiado na cabeça que não valia a pena tentar demovê-lo contra a sua ideia absurda. A família tinha-lhe virado as costas, ninguém se importava minimamente com ele e até se conseguissem matavam-no quando o encontrassem. Não há vampyros bons, segundo aqueles caçadores compulsivos.
Tentei mostrar-lhe isso, mas a sua teimosia torna-o completamente cego, tão cego que até me dava vontade de lhe mostrar a realidade. Era assim tão complicado compreender que a sua vida de humano tinha acabado?
Já eram várias as horas que ela tinha perdido de sono, não apenas por este problema dele. Sentia de um certo modo como o seu corpo quisesse mudar finalmente, completando a sua transformação, mas havia algo que não a permitia. O que seria? Toda esta preocupação? Ou simplesmente era alguma confusão que atrapalhava por completo a sua cabeça.
A verdade é que permanecia deitada desde que reparou que ele a tinha deixado, sem que sequer se levantasse para ingerir qualquer coisa. O que importava isso se não tinha mesmo vontade de o fazer?
Um ligeiro ruído chamou-a à atenção, mas não me movera. Fechei os meus olhos e continuei com a minha respiração leve, até que a sua mão tocou na minha face e agarrei-lhe o pulso, virando-me rapidamente e sorrindo intimamente, enquanto tentava permanecer séria.
- O que estás aqui a fazer? – Perguntei-lhe, olhando-o nos olhos.
Suspirou e permaneceu calado, pelo que parecia tinha acabado de estragar as suas intenções. Ficamos em silêncio, não iam ser mais umas horas que mudariam estes dois dias de total ausência. Poderia estar preocupada com ele mas mesmo assim permanecia ligeiramente chateada. Eu não era nenhuma criança, não podia deixar-me assim, fugir do que é demasiado real não é do meu feitio. Por isso teria de aguentar esta noite aqui comigo até que finalmente as coisas acabassem, de uma forma ou de outra.
- Acredito que já te perguntei o que aqui fazes… - Disse, após um longo silêncio, com uma tentativa de escapar da minha mão, mas sem muito sucesso. Eu sabia bem o que queria.
- Queres mesmo ir por aí? – Perguntou-me sem olhar directamente para os meus olhos, tentando escapar de um certo modo ao que ele mesmo sabia que acabaria por acontecer caso me olhasse.
- É a única forma de saber o que raio anda pela tua cabeça.
- Vim despedir-me. – Começou ele por dizer. – Brevemente seguirei o meu caminho e não poderás estar comigo.
- E quem disse que eu queria estar no teu caminho. Já foi bem claro que eu sou um erro para ti. – Respondi áspera, estava lá importada com o que ele achava importante. Não conseguia ver o que era real.
- Não digas isso… - Comentou rapidamente, observando-me nos olhos, segurando-me o queixo e tocando levemente nos meus lábios.
- Pensas que é assim que tens o que queres? – Continuei eu, com o mesmo tom anterior, o que lhe provocou espanto. Tanto me faz…
- Não, não penso.
- Então? O que vieste cá fazer? – Não iria deixar que ele pudesse voltar-me novamente as costas, por mais que me magoasse, eu tinha de fazer algo. – Tenho de ser eu a decidir o que realmente vai acontecer hoje. Pois muito bem, assim seja!
- Como?
- Sim, ouviste-me. – Ergui-me, sem que largasse sequer o seu pulso. – Ou consegues entender de uma vez por todas tudo o que te tenho dito durante estes anos, ou terei que tomar medidas mais drásticas.
- Medidas mais drásticas? – Perguntava surpreendido.
- Caso saias desta porta, não voltarás mais. E não é por fazeres a idiota tentativa de vingar a família que te quer morto. – Fiz uma leve pausa para ganhar coragem para o que diria de seguida. – Não vou permitir que te magoes, nem que por isso te tenha de matar.



Penúltimo Capitulo

Fanart de Ana Jesus

Ola Filhos e Filhas das Trevas!

Trago-vos hoje um desenho da nossa querida Ana Jesus, da Zoey com a Persefone. Achei que esta muito bom, e voces?



Que Nyx vos abençoe!

Crítica a Perseguida

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Hoje trago-vos uma crítica postada no blog CulturWave sobre o nosso adorado livro Perseguida.




Crítica:
 
Pouquíssimo tempo depois do lançamento de “Indomável” a editora Saída de Emergência volta a apostar na saga Casa da Noite, desta vez com o quinto volume que conta com o título “Perseguida”. Neste livro as coisas estão bastante diferentes e deveras mais complicadas para Zoey e para os seus amigos. Abandonaram a Casa da Noite e vêm-se confrontados com um mal antigo de seu nome Kalona, um anjo caído.Sou assumidamente fã desta saga, por isso é sempre com grande expectativa que pego em cada novo livro. E em Perseguida as autoras não nos desiludem. O estilo continua a ser o mesmo, no entanto vamos assistindo a um amadurecimento das relações e dos personagens.“Perseguida” funciona como uma espécie de preparação para os eventos que se seguem nos seguintes volumes. Apesar de não ser o melhor volume da saga é sem dúvida uma boa leitura. Gostei bastante.
 
Então que acharam? Concordam? Deixem os vossos comentários!
 
Que Nyx vos acompanhe!

domingo, 22 de agosto de 2010

Fanfic: Confused - Capitulo 7

Capítulo VII

Enquanto aquela neblina escura nos rodeava, comecei a não ter a certeza daquilo que via. Erik agarrou-me a mão e guiou-me. Fê-lo de uma forma tão confiante que me questionei se os vampes adultos conseguiriam ver melhor do que os iniciados. Provavelmente sim. Mas eu também tinha algo a meu favor. Conseguia ver uma aura azul marinho no meio da neblina.
Quando nos aproximamos, aconteceu tudo muito rápido. Um corvo gigante com cara de homem fitou-me, emitiu um ruído agudo e levantou voo. Simultaneamente, a rapariga caiu redonda no chão, respirando com dificuldade. A aura dela ficou de um negro impenetrável.
Corri para junto dela e virei-a de frente. Eu própria deixei-me abater quando vi aqueles cabelos negros que lhe rodeavam a cara encharcados de um líquido pegajoso.
-Melody – Sussurrei. Como não obtive resposta. Agitei-a e gritei – Melody!
Erik juntou-se a mim e colocou o dedo no seu pulso.
Enquanto Erik a examinava, tentei ouvir a minha intuição, para saber o que raio se estava a passar.
Aquilo tinha sido no mínimo misterioso e assustador. Mas porque é que estava ela desmaiada? Por que é que tinha sido atacada por um corvo com cabeça de homem? Um corvo com cabeça de homem?! Mas, isso era impossível!
Fechei os olhos com brusquidão e tentei reorganizar as ideias. Talvez fosse isto. Aquilo para o qual Nyx nos queria avisar. Era este o mal que necessitaria da afinidade de Erik para ser derrotado. Mas que mal era este afinal?
Voltei a abrir os olhos e observei Melody. Ela… estava a sangrar. O líquido pegajoso era… Sangue.
-Olha – Disse Erik – O corvo gigante atingiu-a na cara.
Quando virou a cara inconsciente de Melody para mim, senti um calafrio percorrer-me a espinha. Melody, aquela cara sem nenhuma imperfeição, agora tinha um grande golpe que ia desde a bochecha direita até ao queixo.
Era daí que vinha o sangue.
- Devíamos chamar ajuda. – Disse nervosa.
Mas Erik nada fez. Fitava-a com os olhos muito abertos e tentava controlar a respiração acelerada. Ele era um vampe adulto, já tinha… Sede de sangue.
-Erik não… Erik – Tentei dizer para o acalmar. Coloquei as minhas mãos nos seus ombros mas ele ignorou-as. Aproximava-se cada vez mais de Melody e a sua cara exprimia uma expressão faminta.
Isto estava a ficar feio, muito feio.
Peguei no telemóvel que tinha no bolso e marquei o primeiro número que me veio à cabeça.
-Estou?
- Estou Damien. – Disse, feliz por ouvir a sua voz. – Sou eu, a Mia.
-Oh linda, o que se passa? – perguntou, de uma forma muito alegre, provavelmente por me ter lembrado dele.
-Nada bom. Vem rápido cá fora, preciso de ajuda. – Disse, tentando controlar a voz o máximo que conseguia.
Quando desliguei o telemóvel e virei a cara, já Erik estava debruçado sobre Melody, pronto para provar o sangue de alguém novo.
Quis gritar, berrar, bater nele mas não conseguia. Estava a ver o lado mais negro de Erik, aquele que também me iria assolar caso passar pela mudança e me transformar numa vampira adulta.
Algo estava errado. Não era o Erik que tinha o dom que nos ia salvar de um mal que Nyx muito temia? Então porque é que se estava a comportar assim? Até compreenderia se fosse sangue humano, fresco a escorrer da fonte, mas não. Era apenas o sangue de um iniciado. Sangue esse que ele teria que saber lidar e que não tinha um efeito igual ao sangue humano. Ainda por cima, agora era um professor, e não interessava se fosse de substituição ou não, provavelmente iria presenciar miúdos a morrer sufocados no próprio sangue. Nesses momentos teria de os acalmar e não limpar-lhes o sangue com a língua.
Estremeci.
Esse iniciado poderia ser qualquer um.
Poderia ser eu.

Bijuteria House Of Night

Ola Filhos e Filhas das Trevas!

Se andam a procura de bijuterias relacionadas com a Casa da Noite e ate agora nada, entao trago-vos grandes noticias. Se forem ao site Monica Bijoux (O Casa da Noite Portugal nao tem qualquer influencia neste site e assim nenhum responsabilidade tambem quanto a qualquer problema que dele derive) encontrarao acessorios como estes:











(Estes acessorios sao todos em prata 925)

Aparte: O meu computador esta com problemas, por isso se virem falta de acentos, nao se admirem.

Que Nyx vos abençoe!

Poema: "Sentimentos de Heath por Zoey"

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Hoje deixo-vos com um poema que uma querida fã da saga nos enviou. A seguir deixo a explicação que a Paula Rebola deu sobre ele:

"Olá.
Hoje mando-vos um poema, e os leitores que têm seguido a saga "Casa da Noite" saberão que não é totalmente da minha autoria.
Queria escrever um poema sobre a amizade da Zoey e da Stevie Rae e acabou por me sair sobre os sentimentos de Heath pela Zoey."

Depois desta breve explicação aqui fica, agora, o poema:

Sentimentos de Heath pela Zoey, por Paula Rebola



Por muito temos passado
Nossos caminhos interlaçados
Dentro de mim existe um amor sem fim
Depois de seres marcada desesperado fiquei.

Para te ver subi ao muro
Sem tu saberes ocorreu impressão
Impressão essa que deixou-me mais louco por ti
Cada dia que passa sem te ver, mais desesperado ficava.

Uma noite, quando não estava à espera
Pensei estar a morrer
Minha alma parecia ser arrancada de mim
Quando soube que eras tu

Encontravas-te noutros braços que não nos meus
Meu sangue te ofereci
Minha alma arrancaste

Nossa impressão quebraste
Meu coração sangra por ti
Ao contrário do que pensas
Meu amor por ti continua

Apesar de continuar a viver sem alma
O meu ser, não consegue esquecer a dor sentida
Do teu prazer nos braços de outro

Meu amor por ti continuará
O meu ser que conhecias
Agora tornado num vulto andante
Depois de teres arrancado minha alma.
Então, o que é que acharam? Deixem os vossos comentários tenho a certeza que a Paula irá apreciar saber a vossa opinião.
Já sabem também vocês podem enviar os vossos trabalhos para o email jwalter2412@gmail.com (este e-mail e' meu, o e-mail oficial do blogue e' casadanoitept@gmail.com). Contamos com a vossa colaboração!
Que Nyx vos acompanhe em todos os vossos projectos!

Parabéns à Jéssica!!!

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Hoje faz anos uma fã da Casa da Noite, a Jéssica do Rio de Janeiro x) A nossa querida Jéssica faz hoje 19 aninhos!!!


Parabéns à Jéssica de toda a equipa do blogue Casa da Noite Portugal!!!


Que Nyx vos abençoe!

sábado, 21 de agosto de 2010

Poema da Catarina para a Ines

Ola Filhos e Filhas das Trevas!


Enviaram-nos ontem um poema da autoria da Catarina. Ora vejam:

A Casa da Noite.

Por fora está repleta de
Medo,
Solidão,
Tristeza
E escuridão.

Por dentro está repleta de
Amizade,
Carinho,
Alegria
E luz.

Quem disse que
As Casas da Noite têm de ser
Sombrias
E assustadoras?

Na verdade são o contrário!!

Todos nós,
Gostamos da Casa da Noite.

É o nosso lar,
O nosso esconderijo,
O nosso lugar, neste Mundo!

PS.: Queria dedicar este poema à minha melhor amiga, pois a mesma obsessão por vampiros tal como eu! És como uma irmã para mim M. A.!


Que Nyx vos abençoe!

Fanfic: Forgiven - 18º Capitulo

- Samantha, esta a tal rapariga odiosa que te falei, agora somos uma amostra de amigas – disse eu, ainda sem parar de olhar para os três rapazes sentados na minha cama, sem um sinal de luta entre eles
- Zoey, ainda demoras muito? – Shaunee surgiu de trás de mim
- Olha mas que bela surpresa! – disse Erin
- Eu fiquei mais do tipo ai mãezinha. Um segundo, por favor – fui fora do quarto e respirei fundo, depois voltei para dentro – Ora bem, vamos lá a ver… que é que se passa aqui?
- Bem… Eu… Ele disse que queria falar contigo, e ele disse o mesmo, e ele também – explicou Samantha apontando primeiro para Erik, e depois para Loren, e em último para Heath
- Já agora, apresento-os. O professor de teatro, vampyro mudado recentemente e meu namorado até ontem – estendi a mão na direcção de Erik – O meu ex namorado humano – fiz o mesmo gesto para Heath – e uma espécie de ex namorado – torci o nariz – Samantha estás tão morta – disse eu na brincadeira
- Bem… pensa-se que os vampyros são criaturas da morte não é? – Sam encolheu os ombros
- Que piada…
Samantha tentou salvar-me desta situação – Bem, acho que de barriga vazia ninguém resolve nada, por isso, que tal tomarmos o pequeno almoço e depois vem um de cada vez falar com ela?
Mimei um ‘obrigada’ com os lábios para ela
- Gémea, esta rapariga tem potencial – disse Erin
- Concordamos totalmente, Gémea
- Oh, por amor à Deusa! – Afrodite foi na direcção da minha cama, puxou pelo braço de cada um e levantou-os – Vocês os três, aparecem depois, um de cada vez. Heath, vem daqui a hora, Erik, daqui a hora e meia, e Loren, daqui a duas horas. Pronto, vá, tchau, beijinhos à tia e à prima, até depois – ela começou a empurrá-los para a porta
Cada um parou ao pé de mim e abraçou-me, e eu quase me deixei cair em lágrimas quando Erik de deu um dos seus abraços longos e profundos, em que ficávamos totalmente encaixados um no outro… Mas que manhã de porcaria…
- Muito, bem, alguém me explica? – Perguntou Samantha
- Vamos, explico tudo ao pequeno almoço. O Damien e o Jack?
- Ah, devem vir aí ter connosco…
- É que a esta hora já estamos prontas para mais um dia das nossas vidas
- Vocês as duas põe-me os cabelos em pé com essa coisa esquisita, assustadora e completamente patética de acabar as frases uma da outra – disse Afrodite a escovar o cabelo com os dedos
- Então, sendo assim,…
- Não vamos parar – Shaunee pôs a mão na cintura e sorriu, enquanto Afrodite fingia ter um engulho
- Samantha: elas amam-se
- Pois, isso já percebi – agora era a vez das Gémeas fingirem vomitar. Eu e Samantha rimos enquanto descíamos as escadas
- Aqui é a cozinha, mas comida de jeito, ou seja comida nada saudável, não há, só com algum esforço é que arranjas umas boas batatas fritas ou coisa assim, tens chocolate nos armários, e montes de bebidas naquele frigorífico
- E eu, a rapariga que a Zoey chama de odiosa…
- E nós de cabra megera do inferno – disseram as Gémeas em coro
- Sou a Afrodite, sou humana e vou-me embora daqui a uns dias, e sei que vais perguntar como é que eu sou humana e estou aqui, mas a Zoey deve-te explicar quando o clã pavoroso estiver todo juntinho
- Afrodite… - comecei – Faz-me um favor à minha cabeça e sê simpática, que confusões, já tenho que basta para hoje
- Pronto, lá estás tu a dizer-me para ser simpática. Acho que vou mas é tomar o pequeno almoço com alguém mais interessante, como por exemplo aquele guerreiro, que está à porta à minha espera
- Não te dês ao trabalho de voltar que… - começou Erin
- Ainda ficas com varizes de tanto dar às pernas e ao rabo – terminou Shaunee
Samantha, que estava a beber um copo de leite, e eu a comer uma colher de Conde Chocula, quase deitámos o leite fora pelo nariz e, depois de a muito custo recuperarmos, desatámos a rir
- É difícil estares séria ou pé das Gémeas
- Gémeas?
- De personalidade. Passa três dias com elas e percebes
- Ora viva gente!
- Jack, Damien, esta é a Samantha. Samantha este é o Damien e o Jack. São gays e namorados.
- E este é o meu colega de quarto, Chad
- Olá – disse Chad – Eu disse-te que nos íamos ver – Chad apoiou-se na bancada falando directamente para Samantha. Ela corou um bocado. Okay estes dois ainda vão namorar… pensei eu, lançando um olhar cúmplice às Gémeas
- Olá – Samantha cumprimentou-os rapidamente, desviando o seu olhar do de Chad, que sorria para ela. Depois continuou a beber seu leite e a comer as suas bolachas de chocolate. A Afrodite tinha razão. O Chad é mesmo giro!
Começámos a pôr a loiça nas máquinas e fomos dar um passeio pela Casa da Noite para a dar a conhecer a Samantha e Chad. Quando passámos junto da sala de convívio, parámos em frente às nossas inscrições em cimento
- E cá está a nossa obra prima! – Erin abriu os braços na direcção dos blocos de cimento
- E isto é… - disse Samantha
- Isto são os blocos de cimento com as nossas palmas das mãos e os nossos nomes, que simbolizam que fazemos parte do concelho de perfeitos das Filhas e Filhos das Trevas – explicou Damien
- Aquele ali – apontei para o de Stevie Rae – é o da minha melhor amiga, depois explico melhor isto no quarto
- Okay, e presumo que isso das Filhas e Filhos das Trevas sejam um grupo estudantil
- Como eu disse, esta rapariga tem potencial, ao contrário da ‘Afrodite Ai Sou Tão Galdéria LaFont’
- Erin… - avisei
- Desculpa
- Tens razão, elas as três amam-se mesmo
- Bem, é muito bom estar aqui com vocês, mas minha gente, tenho uma sessão de “Resolver problemas de (ex) namorados”
- Hum… fazemos assim, enquanto tu falas com cada um deles, nós ficamos cá em baixo sentadinhos, falamos de algumas coisas à Samantha e ao Chad e esperamos por ti para aí umas três horas – sugeriu Jack
- Obrigada – disse eu – Samantha e Chad, não sei se já vos disse mas eu tenho um grupo de amigos fantasticamente impecáveis
- Pois tens – disseram todos os outros em coro.

Promoção Fnac

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

No seguimento do meu post anterior, venho-vos trazer uma oferta esclusiva da Fnac.pt:


Na compra de “ Laços de Sangue: Livro 1 - "A Iniciação” de Jennifer Armintrout, oferta do livro “O Despertar das Trevas” de Karen Chance.




Se quiserem fazer a vossa encomenda cliquem aqui...

Que Nyx vos acompanhe nas vossas leituras!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Fanfic: Desesperada - Capitulo 15


Capitulo 15

Natacha Vamp
Senti que estava algo errado, que Zoey nos queria contar alguma coisa e não podia, que havia algo mais, algo que não conseguia ver ou ouvir, mas conseguia sentir mas devia ser só impressão minha, coisas da minha fértil imaginação.
Já estava a ficar tarde e ainda queria ir dar um beijo de boa noite ao Dylan e estar um bocado com ele, pois, as gémeas fizeram-me abandona-lo para vir com elas e os amigos para o quarto da Zoey para falar-mos sobre o ritual (aspectos a melhorar e afins).
-Adeus pessoal, vemos-nos amanhã.
-Adeus Natacha- disseram as gémeas em coro.
-Boa Noite- desejou-me a Stevie Rae.
-Para ti também- retribui-lhe.
-Dorme bem- disse o Demien
-Sonha com anjinhos sexy’s- disse para Damien, gozando um bocadinho com a sua sexualidade.
-Uhuh, isso devia ser divertido- disse a Zoey- adeus Natacha.
Sai daquele pequeno quarto, desci as escadas que iam dar à sala de convívio do dormitório e saí de lá, dirigindo-me ao dormitório masculino, mandei um sms ao Dylan para que viesse ter comigo à porta e passado 1 minuto e meio lá estava ele lindo e deslumbrante como sempre.
-Olá querida- cumprimentou-me dando-me um beijo.
-Então a tua imã está a adaptar-se à escola?- queria por conversa mas como não sabia como perguntei-lhe pela irmã.
-Sim, ela está a adorar- parecia ser sincero- diz que isto é muito melhor que a sua antiga escola.
-Então e o vosso pai?- Dylan tinha-me dito que o pai o odiava desde que ele fora marcado,pois, ODEIA vampiros. Será que agora que a Emma foi também ia mudar de opinião sobre vampiros?
-A Emma falou com ele ao telemóvel e o que o nosso pai lhe disse foi que a culpa de ele ter vindo para aqui era minha, como se eu pudesse escolher quem Nyx marca.
-Pois...Temos de descobrir porque é que o teu pai odeia tanto vampiros, o que é que ele tem contra eles.
-Tens razão, temos de por as mãos à obra, descobrir que mal lhe fizeram os vampiros.
Dei-lhe um beijo e disse-lhe:
-Até amanhã, foi um dia cansativo, por causa do ritual vou andando para a caminha, amo-te.
-Boa noite minha querida, dorme bem.
Dirigi-me novamente ao meu dormitório, agora a noite começava a tornar-se dia e o raios de sol nos meus olhos começavam a incomodar-me. Entrei no quarto, Venús já dormia. Peguei no meu pijama às vaquinhas e vesti-o, deitei-me na cama e adormeci rapidamente a pensar no Dylan, na Emma, na Zoey, no ritual e na minha família.
Acordei com uma grande fome, o meu estômago já se estava a pronunciar graças à falta de alimento. Olhei em redor Vénus ainda estava ferrada a dormir. Fui à casa de banho, enchi o copo de bochechar a boca com água depois de lavar os dentes, fui ao pé da cama de Vénus e entornei, com cuidado, a água para cima dela.
-Natacha porra, o quê que te deu?- Gritou Vénus com voz ensonada.
-Tas a dormir à demasiado tempo, não sabes que isso te faz mal? Faz rugas e olheiras- ela olhou-me com cara de quem me matava se tivesse menos sono, o que me fez mandar uma pequena gargalhada- e para além disso estou cheia de fome e não me apetece ir tomar o pequeno almoço sozinha...
-Bem podes ir, porque eu não vou contigo- acho que Vénus ficou chateada, para a próxima mando-lhe com um balde água assim pode ser que não se chateie, e soltei outra gargalhada.

Crescendo

Feliz encontro Filhas e Filhos das Trevas!

Nestas férias não só descansei e me diverti como também li muito e, finalmente, embrenhei-me no romance de Becca Fitzpatrick, "Sussurro" da colecção de Hush Hush. Pois bem, depois de o ler aconselho a que todos os que o não o fizeram que vão a correr para a livraria ou biblioteca mais próxima para o lerem, pois é realmente fantástico. Mas bem o que vos queria informar é que estive a pesquisar sobre a continuação desta fabulosa saga e descobri que o próximo volume é "Crescendo" e que tem data prevista de lançamento para dia 19 de Novembro deste ano, mas infelizmente a data de lançamento aqui em Portugal ainda se encontra sem previsão. :(

Mas para vos aguçar a curiosidade deixo-vos com a capa, o prólogo e o primeiro capítulo do livro "Crescendo" (Atenção: encontra-se escrito em português do Brasil). Para fazerem o download cliquem aqui...




Que Nyx vos acompanhe!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Poema da Catarina e da Ines

Ola Filhos e Filhas das Trevas!

Umas fãs da Casa da Noite enviaram-nos um poema da sua autoria e gostavam que o mesmo fosse partilhado convosco, por isso aqui vai:


Não sei quem sou.

Há quem diga
Que sou vampira!

Outros dizem
Que sou um monstro!

Também dizem
Que sou filha da noite!

Afinal o que sou eu?

Como digo sempre:
Sou meio talvez,
Meio não,
Meio sim!


Catarina e Inês

Que acham?


Que Nyx vos abençoe!

Sugestão Literária: "A Iniciação"

Feliz enconto Filhas e Filhos das Trevas!

Venho-vos hoje trazer uma sugestão literária:

"A Iniciação", de Jennifer Armintrout. É um dos recentes livros da Coleção 1001 Mundos da editora Gailivros.

 
EVITA A LUZ DO SOL. BEBE SANGUE.

ODEIA-TE PARA SEMPRE.

BEM-VINDA À IMORTALIDADE.







Eu não sou cobarde. Quero deixar isso bem claro. Mas, depois de a minha vida se transformar num filme de terror, passei a levar o medo muito mais a sério. Tinha-me tornado na Dra. Carrie Ames apenas há oito meses, quando fui atacada na morgue do hospital por um vampiro. Haja sorte. Por isso agora sou uma vampira e descobri que tenho um laço de sangue com o monstro que me criou. Este funciona como uma trela invisível, pelo que estou ligada a ele, independentemente daquilo que faça. E, claro, ele tinha de ser um dos vampiros mais malévolos à face da Terra. Com o meu Amo decidido a transformar-me numa assassina sem escrúpulos e o seu maior inimigo empenhado em exterminar-me, as coisas não podiam ser piores – só que me sinto atraída pelos dois.
Beber sangue, viver como um demónio imortal e ser um peão entre duas facções de vampiros não é exactamente o que tinha imaginado para o meu futuro. Mas, como o meu pai costumava dizer, a única forma de vencer o medo é enfrentá-lo. E é isso que irei fazer. Com as garras de fora.

Então, estão curiosos?
 
Que Nyx vos acompanhe nas vossas leituras!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Fim de Sondagem - Gostaste da capa de Perseguida? + Nova sondagem - Gostas do novo cabeçalho?

Olá Filhos e Filhas das Trevas!


Acabou a Sondagem para saber o que acharam da capa Perseguida. Vamos lá ver:

Gostaste da capa de Perseguida?

Adorei! - 184 (41%)
Gostei. - 100 (22%)
Não é má... - 79 (17%)
Não gosto. - 81 (18%)

Parece que a maioria gostou da capa. Ainda bem ;)

Agora, uma nova sondagem:

Gostas do novo cabeçalho?

Sim ou Não?

Contamos com o teu voto ;)


Que Nyx vos abençoe!

Poema sobre Zoey e Kalona

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Uma fã enviou-nos um poema muito interessante sobre Kalona e Zoey. Ora vejam:


Anjo Caído, porque vieste a mim
Se, desde a minha génese, me abomina?
Não sabes que sou a criatura divina
Com a missão de dar-te fim?!

Anjo Caído, por que me olhas assim?
Tu que já causaste uma carnificina.
Piedade? Irei te destruir é minha sina!
Motivo que, para a Terra, eu vim.

Anjo divino, por ti estou apaixonado
Quero morrer por tuas mãos, ao teu lado
Não te preocupes, não resistirei.

Deixar-te-ei decepar minha cabeça,
Mas, por favor, não te esqueças
Que muito te amarei



PS: O poema não é da autoria da fã em questão.

Que Nyx vos abençoe!


Fonte Original

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Desempenho de Perseguida

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

Só para vos informar do desempenho que Perseguida tem tido.

  • Podes encontrar o livro no Top Vendas dos livros no Jumbo do Arrábida Shopping, Porto. (imagem)
  • 1º Lugar na livraria Bertrand Online.
  • 1º Lugar nos livros de Ficção mais vendidos na Fnac Online.
Estamos mesmo bem ;)

(Perseguida no Jumbo, Arrábida Shopping, Porto)
Que Nyx vos abençoe!

Actriz


Olá a todos! Um amiga minha deu-me a sugestão duma actriz para a Stevie Rae... Que acham?



Jennette McCurdy

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Fanfic: Crossover - 9º Capiulo


Nono Capítulo

Aqui estava eu, seguindo rumo ao incógnito. Tinha deixado tudo para trás, apesar de saber que havia coisas que jamais me abandonariam, até mesmo poderiam assombrar-me durante o resto do tempo que permaneceria sobre este mundo.
Kate era parte de mim, por mais que o negasse, parte daquilo que jamais deixaria de ter na minha mente. Sentia-me preocupado com ela, ao deixá-la assim. A realidade era que desejava que fosse o seu cabelo negro que estivesse a esvoaçar à minha frente e não esta mulher loira que tão pouco eu conhecia.
- Chegamos. – Disse ela, abrindo uma porta de um armazém com cuidado. O sol ainda estava no alto e certamente não era a hora de andar com certas companhias durante o dia.
Tal como eu calculava, estavam algumas dezenas de vampiros, sem quaisquer marcas sobre as suas testas, observando-me atentamente. Talvez nem soubessem o que eu era, ou estariam espantados por um ser como o meu aproximar-se deles com tanta simplicidade. Não, eu não tinha qualquer receio que me atacassem.
- Estes serão os teus companheiros. – Começou ela por dizer. – Onde está a Pan?
- Saiu para buscar alguns mantimentos e mais alguns reforços. – Disse um deles, aparentando ser uma espécie de chefe. Seus cabelos escuros o realçavam, demonstrando que para além de tudo ele teria uma certa experiencia. Como se existisse para além do tempo que nós tínhamos conhecido.
- Ian, que bom ver-te… - Sorria ela com uma enorme falsidade sobre a sua voz. Era incrível como o seu sorriso fazia com que todos os restantes elementos estremecessem, talvez com medo…
- Deixa-te disso… - Disse-lhe o tal homem, mostrando agora uma expressão completamente séria. – Então e quem é esse?
- É mais um membro para o nosso grupo. – Aproximou-se dele, abraçando o seu braço, observando-me e continuando a sua apresentação. – Este é um daqueles homens com contas a ajustar com Sheftu.
Minha mente captou algo que não me lembrava de ter sido dito alguma vez… Sheftu… Mas que nome estranho. Seria a tal mulher que tinha assassinado brutamente Mervin? Não sabia porquê mas o rosto do tal Ian tinha enrijecido bastante ao ouvir aquele nome.
- Como ousas? – Perguntou-lhe, afastando o seu braço dela. – Qual o teu nome? – Perguntou-me, parecendo estar prestes a atacar-me.
- Edwin, Nicholas Edwin. – Acabei por dizer, depois de aclarar a garganta. Se o meu instinto estivesse certo, aquele vampiro seria bem mais perigoso do que aparentava. Enquanto me observava, fitou por momentos a minha testa e sorriu.
- Com que então és um vampyro. – Concluiu ele, voltando-se para o resto do grupo sem que realmente me desse caso.
Não sabia bem porque sorriu ele, talvez me tivesse achado fraco demais para que conseguisse sentir em frente. Ou visse a desconfiança que eu tinha sobre aquela mulher. Na realidade, eu não sabia nada sobre aquele homem. Era estranho, impressionante e interessante observá-lo. Kiya, por sua vez, parecia temê-lo de alguma forma… Talvez houvesse alguma espécie de pacto entre eles.
Bem, parecia que era algo que acabaria por descobrir mais cedo ou mais tarde.

Vampires Suck: Um trailer de morder!

Olá Filhos e Filhas das Trevas!

À uns tempos vi um trailer que muito de vocês já devem ter visto. Vampires Suck é um filme que goza com a saga Luz e Escuridão, Alice no País das Maravilhas e Lady Gaga. O filme estreia dia 18 deste mês nos EUA e 26 para Portugal, com o nome "Ponha aqui o seu dentinho" (Obrigada Bitizguerra). Aqui vai o trailer:





Que Nyx vos abençoe!